Camafeu

Camafeu

Elisa Santos


No colo descansa sóbria, esmaecida imagem feminina, envolta em prata

envelhecida em pedra opaca, entalhada.
Repousando em cetins frios rendas entremeadas:
- O ônix sombrio, olhos de visionária...
Fixos, escutando atenta, as batidas do meu coração liberto na tentativa de quebrar

barreiras, desincrustar hábitos, de entalhar -se  no vento.

:: Postado por Sandra Bernardelli às 03h33
::
:: Enviar esta mensagem

Amar e ser Amado.

Amar e ser Amado.

Belgica.  

 

Espero meu amor, que seu amanhecer haja sido como meu anoitecer um despertar alegre por se sentir viva por querer e ser querida. Obrigado meu amor por haver escrito essas coisas que, a cada dia vão enchendo meu ser de um grande carinho por você coisas tão ternas que as desejo manjar.

Teus versos têm formosas asas que me acariciam e me enchem de doçura a cada manha o corpo e a minha alma

expandem meu coração e o cobrem de sonhos onde nosso  Universo é o presente que vive palpitando em nossas mãos que se acariciam a distancia em nossos olhos que se miram nestes sonhos em nossos lábios que se beijam em todos momentos.
Tua  voz é essa chuva de alegria que motiva que as lagrimas distanciam...Todas suas palavras me fazem possuir a grande riqueza de sentir amar e ser amado e me dão a esperança que a cada dia vai tecendo com luz e o amor que levas escondidos na alma

(tradução: Joe'A)

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 03h28
::
:: Enviar esta mensagem

Um minuto azul

Um minuto azul

elisasantos

 .

No último ato concentra-se a luz, na expressão gloriosa de quem flutuou

sob a égide da sinfonia que proporcionou aos corpos, movimentos de entrega.

Adiante abraçarei uma distância  ficará comigo um patético esboço que madrugará no meu eu...

Teu corpo ligado ao meu, no palco em que o néon ocultava o sinistro-pessoal...

A música ditava envolvimento,   um minuto azul,   sonolento hoje,  

na distância que  liga tua presença ao infinito

:: Postado por Sandra Bernardelli às 03h14
::
:: Enviar esta mensagem

Veredas.

Veredas.

Jandira M. A. Cahet

 

Movidos somos por fantasias que se enredam ao redor dessas imagens que se fixam

à idéia de algo urdido que se repete por alguma coisa que infinitamente sofremos

Uma lágrima cai um verso aparece tudo quanto representa ou exprima nota final transmite

o que amadurece visto em atos, repetição ou em rima

Na vida e no outono há uma saudade tanto no tempo como dentro de mim

que vai marcando na eternidade tudo que vivemos tracejando assim

Na doçura da lua que suaviza a vida enamora-me esta espécie de afago

nesta hora mansa - mocidade querida vida!

Passa com a indolência do lago

:: Postado por Sandra Bernardelli às 03h11
::
:: Enviar esta mensagem

Sonho

Sonho

Silsaboia


Esse esboço de homem e rosto de vida amarga seu.

É tão diferente dos meus sonhos que entre perdas e ganhos
ainda não morreu.

Morre sonho!
Fica cego!
Que eu juro que nego e nem noto, que o sonho era meu

:: Postado por Sandra Bernardelli às 03h06
::
:: Enviar esta mensagem

Eu Prometo Para Você!

Eu Prometo Para Você!

Penhah  Castro

 

Eu estarei sempre com você porque sou a melhor parte do seu amor...
Sou o suave carinho que você sonhou...
Sou a esperança que sempre buscou...
Estarei presente em todos os seus dias enchendo-os de encanto & de fantasias...

Eu sou toda delicadeza para tocar você...
Sou carinhosa em cada amanhecer...
Mas também sou toda uma paixão no seu coração...
Sou o corpo que sobre o seu se move no seu ritmo apaixonado que me comove...
Eu serei a música em todos os seus dias...
O raio de sol penetrando em sua mente...
A felicidade de um eterno PRESENTE...

:: Postado por Sandra Bernardelli às 02h53
::
:: Enviar esta mensagem

Meu Perfil




BRASIL , Sudeste , CARAGUATATUBA , CENTRO , Mulher , de 46 a 55 anos , Portuguese , Arte e cultura , Livros , animais/cinema ,teatro
MSN -

Meu Humor

Oceâno

Links

:: Potara Mensagens
:: IN MY LIFE
:: D@nizinha
:: target=_blank
::
:: Eu escrivinhando
:: Magia das palavras
:: Penelope Charmosa
:: Arcor de Angela poesia
:: Lara em palavras
:: Confissões no travesseiro
::
:: Eliane Potiguara
:: Letras de Músicas - O seu portal Musical
::

Votação

Dê uma nota para meu blog

..:: INDIQUE ESSE BLOG ::..

12/08/2007 a 18/08/2007

05/08/2007 a 11/08/2007

29/07/2007 a 04/08/2007

22/07/2007 a 28/07/2007

01/07/2007 a 07/07/2007

17/06/2007 a 23/06/2007

03/06/2007 a 09/06/2007

27/05/2007 a 02/06/2007

13/05/2007 a 19/05/2007

29/04/2007 a 05/05/2007

22/04/2007 a 28/04/2007

08/04/2007 a 14/04/2007

11/03/2007 a 17/03/2007

04/03/2007 a 10/03/2007

18/02/2007 a 24/02/2007

28/01/2007 a 03/02/2007

31/12/2006 a 06/01/2007

24/12/2006 a 30/12/2006

10/12/2006 a 16/12/2006

26/11/2006 a 02/12/2006

24/09/2006 a 30/09/2006

17/09/2006 a 23/09/2006

03/09/2006 a 09/09/2006

27/08/2006 a 02/09/2006

13/08/2006 a 19/08/2006

30/07/2006 a 05/08/2006

09/07/2006 a 15/07/2006

02/07/2006 a 08/07/2006

25/06/2006 a 01/07/2006

11/06/2006 a 17/06/2006

28/05/2006 a 03/06/2006

21/05/2006 a 27/05/2006

14/05/2006 a 20/05/2006

07/05/2006 a 13/05/2006

16/04/2006 a 22/04/2006

09/04/2006 a 15/04/2006

02/04/2006 a 08/04/2006

26/03/2006 a 01/04/2006

19/03/2006 a 25/03/2006

12/03/2006 a 18/03/2006

05/03/2006 a 11/03/2006

19/02/2006 a 25/02/2006

29/01/2006 a 04/02/2006

22/01/2006 a 28/01/2006

08/01/2006 a 14/01/2006

25/12/2005 a 31/12/2005

11/12/2005 a 17/12/2005

04/12/2005 a 10/12/2005

27/11/2005 a 03/12/2005

20/11/2005 a 26/11/2005

13/11/2005 a 19/11/2005

06/11/2005 a 12/11/2005

30/10/2005 a 05/11/2005

23/10/2005 a 29/10/2005

16/10/2005 a 22/10/2005

Visitas

Créditos

Layout por

..:: Carmem Design ::..
Todos os direitos reservados ©

..::     Carmem Design  ::..