Eterno Pelo Amor

 

Eterno Pelo Amor

Sussuluz

Não se iluda ninguém é professor  de amor. O amor não é uma arte, não é uma matéria, não é uma filosofia e nem uma ciência. O amor é um sentimento que se aprende na espontaneidade do momento. O amor não é descrição, não tem cor, não tem gosto. O amor tem corpo, tem visão. É o sentimento mais completo, mais perfeito. Quando sentir a brisa do amor colorir seu coração, não reprima a emoção de o sentir. Expanda seu sentimento sem receios, sem medos, com alegria.  Deixe seu sorriso falar por você, deixe o amor se apresentar no seu olhar, mesmo que você não queira o brilho que você tem o irá denunciar. Não oculte o amor, pois você não tem como fazê-lo, ele é tão evidente que todos o verão em você. Não enrubesça a face com a transparência do amor, pois ela é o espelho que reflete sua alma, seu coração. Seja feliz por ter recebido o amor. Ainda que ele lhe crucifique numa cruz de saudade, não o abjure, pois é a mais bela crucificação, é a única dor que lhe fará eterna no próprio amor.

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h44
::
:: Enviar esta mensagem

Se Não Houver Amanhã...

Se Não Houver Amanhã...

Elizabeth Assad

Se não houver amanhã, levo comigo a certeza de que fui feliz.
A certeza de que amei e fui amada, vivi cada momento intensamente.
Não me permiti, perder o encantamento pelas coisas, senti o cheiro da terra molhada,

observei o cair do dia, senti o sabor de um bombom, o cheiro doce da maçã e o gosto de amor em minha boca.
Sorri sempre e jamais contive minhas emoções, cada lágrima derramada de alegria ou tristeza vieram do coração.
Amei filhos, família, amigos, irmãos e  meu amor amei de paixão.
Amei as flores, a música e o vento.
Ouvi o cantar dos pássaros, vi o bailar do beija-flor.
Ouvi as ondas do mar e sempre estive a cantar.
Senti a chuva, o calor e meu coração gritando amor.
Se não houver amanhã, eu nada perdi, porque com Deus sempre vivi e aprendi a amar.

Publicado no Recanto das Letras em 10/04/2006

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h24
::
:: Enviar esta mensagem

O Que é Afinidade

O Que é Afinidade

Marcial Salaverry

 

 

Afinidade, como explicá-la? Segundo a fria explicação "dicionaristica", é "conjunção, relação, semelhança, conformidade". Mas no correr da vida, descobrimos outras definições, à medida que vamos encontrando essas tais afinidades em outras pessoas. Na realidade, afinidade é um sentimento de difícil explicação. Vamos tentar chegar a algum lugar, analisando as coisas curiosas que às vezes acontecem conosco, pois com alguma freqüência  encontramos ou só conhecemos, mesmo sem encontrar, pessoas que nos despertam de imediato uma grande simpatia e, por vezes uma grande antipatia? Perguntamo-nos o porque disso. Na verdade, não deixa de ser estranho sentir-se tais reações com pessoas que mal conhecemos, ou que, por vezes, sequer as conhecemos. O normal seria simplesmente aguardar os acontecimentos para saber se essa pessoa, por suas atitudes futuras pode ou não merecer nossa amizade. Mas assim, à primeira vista? A única explicação que encontro, por vezes não tem concordância de muita gente. Entendo tratar-se pura e simplesmente de reencontro de vidas passadas, com as cobranças e resgates naturais de embates anteriores. E isso ocorre com muita freqüência, bem mais do que se pode imaginar. Basta puxar pela memória para lembrar de quantas vezes isso aconteceu, ou seja, aquela sensação de, à primeira vista, pensar que determinada pessoa pode ou não ser uma pessoa confiável, alguém de quem  iremos gostar, ou não. Algumas vezes essa primeira impressão é errônea, mas é a que prevalece até que tenhamos provas contrárias. Vamos assim tentar definir o que vem a ser essa Afinidade, acompanhando o raciocínio de meu guru L'Inconnu". Pode não ser o mais brilhante, mas é o mais sutil, delicado e penetrante dos sentimentos. Não importa o tempo, a ausência, a distância, pois, em caso de afastamento, qualquer reencontro retoma a relação, o diálogo, a conversa, o afeto, no exato ponto onde foi interrompido. Parece, na verdade, não ter o sentido do tempo. Na realidade, é muito raro manifestar-se, mas quando ela existe, é de fácil entendimento, pois essa afinidade já existia antes mesmo do conhecimento, e permanece ainda que as pessoas se afastem. É o caso daquelas "presenças ausentes", quando ainda que os amigos estejam longe ou afastados, sempre serão lembrados, pois é uma presença que se fixou na alma. Uma presença "afínica". Quem não tem aquela amizade inesquecível? Aquela pessoa que mesmo longe, sempre é lembrada com saudade, devido à grande semelhança de pensamentos, idéias, sentimentos. Mesmo longe, sentimo-la presente. Chegamos a conversar com ela. Sentimos simplesmente. Nem contra, nem a favor, muito pelo contrário. Sentimos a presença, sem ter necessidade de explicar o que estamos sentindo. É olhar e perceber. Sem dúvida, é um sentimento singular, discreto e independente. A presença pode ser detectada a quilômetros de distância, mas é percebida pela maneira de falar, de escrever, de andar, de respirar... Enfim... Está sem estar. Quando existe uma afinidade, a relação é retomada no tempo em que parou, pois ela é atemporal. A amizade pode ser destruída por muitas coisas, muitas mágoas, mas a afinidade a tudo resiste. As pessoas sentem esse sentimento, porque ele existe, e não buscam explicações. É quando vem aquele pensamento de tristeza por uma amizade perdida, ao passo que outras perdas nos provocam uma sensação de alívio. Explicações? Para que?  Procuramos motivos para sermos amigos de alguém, e o primeiro dos quais, é se existe alguma afinidade entre nós. Então, para haver Amizade, é preciso que haja Afinidade. Para que possamos amar alguém, então ela é imprescindível... Não podemos amar ninguém com quem não tenhamos sentimentos "afínicos" (favor avisar o Aurélio... pode incluir). No caso de Amor, então, além da Afinidade, também há que existir a Amizade. E um quê de paixão também. Em casos de separação prolongada, o amor pode desaparecer, amizades podem ser esquecidas, mas se existir Afinidade, o esquecimento não existe, porque para sua subsistência, basta a vida. A qualquer momento que se dê o reencontro, ele será gratificante, porque, tanto o tempo quanto a separação, na verdade nunca existiram. Foi apenas a oportunidade dada pelo tempo para que a maturação pudesse ocorrer e que cada pessoa pudesse sentir cada vez mais que realmente são "afínicas". Resumindo tudo, Afinidade vem a ser a presença do ausente. Mesmo que não estejamos pertos, assim nos sentimos, pois nossos sentimentos comungam, nossas idéias "batem", nossos pensamentos, enfim, são "Afínicos". Reside aí o princípio, meio e fim de lindas amizades.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h15
::
:: Enviar esta mensagem

Excitação

Excitação

José Eduardo C. Trefiglio

 

Quando, mesmo em sonhos passa sua mão pelo meu corpo despido de tudo

sinto a verdade que existe em nós,sinto a lua vem afagar-me em mil carícias
depois sinto despertar um intenso desejo e o que quero é concretizar este prazer.

Visto-me então das páginas de meus versos que ousei escrever para você
poemas escritos com a  linha da minha vida.

Depois me despi desses mesmos versos um a um e em minha nudez
percebo, então, que o tempo nunca apagou nossos momentos de amor.
Nesta noite com sua chegada soube provar dos seus beijos o sabor de seus lábios
que sorria e eu sentia o calor da paixão, a emoção de amar sem fronteiras, sem parar.
Tremi de excitação senti seu corpo se abrindo para mim...
Tempo sem fim num estar amando juntos e sem fôlego já...

Ambos nos dando e nos querendo tanto e tanto que o nosso leito por não poder amar...

Se foi cansando até que, já cansado, nos deixou repousar!

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h01
::
:: Enviar esta mensagem

Poderosas

Poderosas

Silvane Saboia


Não sou atriz
nem vou ficar na história.
Acordo...

Vou á luta tento acreditar
a cada sol que entra
na minha janela
a me despertar!
 
Sou forte
mulher de sorte
eu sou.
Um dia vou ser história
imensa glória
na lembrança
daquele amor!
 

 

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 18h50
::
:: Enviar esta mensagem

Dueto -UM LOUCO SONHO DE AMOR/ O MEU SONHO

Sempre será válido ter os mais loucos sonhos de amor... Se concretizados, será uma doce loucura... Se não, sempre será uma gostosa loucura pelo menos haver sonhado... E Gui Oliva fala de seu sonho... Não tão louco, mas um lindo sonho...

 

Um Louco Sonho De Amor

Marcial Salaverry.


Como é bom sonhar... Sentir  desejo de amar... Ter alguém para amar, para nos fazer sorrir, quando o amor sentir... Não ter lugar para o amor, seja na rede, na cama ou no chão, explodir como vulcão, e até desmaiar de tanto tesão... Sendo um tesão de verdade, sentir a felicidade, de gozar uma eternidade... Quando por fim, desvairados, sentir nos sexos beijados, todos os prazeres desejados, completamente apaixonados... Nessa forte paixão, para acalmar essa louca sensação, sentir aquela gostosa emoção, emoção de sem restrições amar, se entregar, até ao prazer chegar... Quando no orgasmo desmanchar, e toda a sede de amor saciar, entre gostosas carícias repousar... Aproveitando esse momento de desejo satisfeito, repousar a cabeça no peito, com carinhos e com muito jeito, após um amor bem feito, na sensualidade de amantes perfeitos neste romance sem defeitos... Então... Ao amor e à paixão retornar...

*********

O Meu Sonho

Gui Oliva

Meu sonho fala de um encontro também com um certo alguém, mas este sonho  não tem preparos tão pungentes e só reclama que seu corpo quente chegue de mansinho irreverente...Sem aviso, pois não será preciso. No meu sonho eu imagino que chegará de supetão só pra me ver e me encontrará com as unhas por fazer com roupa de descaso com os pés descalços e vou me assustar, pois os brancos fios dos meus cabelos nem posso disfarçar. Mas esse alguém nem vai notar... Tampouco reclamar. Não...Não sonho dançar, pois talvez de dança esse alguém não vá gostar, mas sei que vamos é andar com nossas mãos sobrepostas uma na outra à beira mar. O definitivo encontro então será do seu com o meu olhar. Mas... Como vem com o corpo quente vai me envolver também num longo  abraço ardente. E aí... Eu me ponho  em brasas até que meu amor os meus desejos  sonda  e convida-me  transpor aquelas ondas e no mar entrar. Inventa... E com respingos da espuma nos beijamos, mergulhamos na paixão. Então acontece  o inusitado é tanto ardor...Tanto amor represado que o  calor que dos dois irradia expande, de tal jeito e com  tal magia, e acaba que todo aquele mar esquenta...! Não ria...Será apenas fantasia ou utopia?

Santos /25/03/05

 

 

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 18h45
::
:: Enviar esta mensagem

Que esse natal seja para você...

Que esse natal seja para você...

S.Bernardelli

 

Quero que esse Natal seja para você, como a lua alva esplêndida e

majestosa que  o próprio Deus arremessou na limpidez do espaço.

Quero que esse Natal seja para você o cenário majestoso da floresta

com suas árvores frondosas.

E que sonhos se enraíze e cresçam tão robustos tal qual as árvores

mais frondosas da floresta.

Quero seu Natal seja de paz, tornando todos mais amigos e menos estranhos...

Transformando assim, o seu mundo terrestre num sorridente paraíso.

15/10/2006

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 14h54
::
:: Enviar esta mensagem

De frente a nossa árvore.

De frente a nossa árvore.

 S.Bernardelli

De frente a nossa árvore vamos aguardar a chegada do PAPAI-NOEL.

Ouvindo violinos e ver pela janela a estrela de Deus brilhar.

Nessa noite tão boa nos abracemos e festejemos o nascimento do divino.

Compartilharemos nossos sonhos com ternura, e agradeceremos vida e as mais belas novidades.

De frente a nossa árvore faremos a promessa de não deixarmos o ódio em nosso peito aflorar e somente ter como habitante o amor para amar, amar e simplesmente...
E com toda paz e ternura nesse Natal, vamos todos festejar.

03/12/2006

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 14h15
::
:: Enviar esta mensagem

Presente de Natal

Presente de Natal

S. Bernardelli

 

O melhor presente não está no seu valor bruto...

Mas em um coração iluminado.

O melhor presente ímpar e inesquecível, que eu hei de ofertar...

Serão minhas palavras para que eu possa seu coração alegrar...

Com muito amor, paz, alegria e Deus para lhe iluminar.

09/12/2006

:: Postado por Sandra Bernardelli às 14h09
::
:: Enviar esta mensagem

Escolhamos Bem Uma Palavra, Hoje.

Escolhamos Bem Uma Palavra, Hoje.

Freya

 

Alguém disse uma vez: "As palavras são  os degraus da escada de nossa comunicação".
Assim, pões  temos de cuidar que cada trecho esteja bem construído, que não seja escorregadio, que não esteja carcomido, que não provoque mais caída ou problemas em nossa relação com as pessoas. E ai que seguindo  as definições orientais escolhem bem  nossas palavras, os degraus   da escada de uma boa comunicação. Já que: Uma palavra qualquer pode ocasionar uma discórdia. Uma palavra cruel pode destruir uma vida. Uma palavra amarga pode provocar ódio. Uma palavra brutal pode romper um afeto. Uma palavra agradável  pode suavizar o caminho.
Uma palavra a tempo pode poupar um esforço. Uma palavra alegre pode iluminar o dia.
Uma palavra com amor e carinho pode mudar  uma atitude. ESCOLHAMOS BEM UMA PALAVRA, HOJE! Porque com uma palavra podemos perder ou ganhar um amigo.

:: Postado por Sandra Bernardelli às 13h38
::
:: Enviar esta mensagem

O meu presente de Natal

O meu presente de Natal

S.Bernardelli

 

Mas que presente eu darei aos conhecidos e desconhecidos?O meu presente não estará exposto em prateleiras nem guardadas em gavetas. O meu presente de Natal não vem em caixas e com fitas coloridas. O meu presente de Natal está na caixa do meu coração, cheias de amor, carinho, perdão, oração e paz. Nesse momento encantado dedico ao Mundo minhas orações, e que essas sejam enviadas a Deus. Em pensamento irei buscar a estrela divina para iluminar a consciência de todos os homens, ricos e pobres. Que possamos fazer desse dia, e de todos os dias uma corrente de paz e felicidade. Irei levar em pensamento para cada lares do Mundo, luzes de paz e alegria. E de forma poética, concentrarei todos os meus esforços em sempre construir e nunca destruir... E quando estiver cansada de poetar eu irei persistir, pois o poeta não pode parar de encantar, nem deixar os sonhos de amores acabar naqueles corações que insistem em se fechar. O melhor presente não está no valor bruto, mas em um coração iluminado. O melhor presente está no abraço sem se importar com a distância, pois para o pensamento e para o espírito não há dimensão. O melhor presente que são ímpares e inesquecíveis está em cada palavra de conforto que levar para poder um coração alegrar... E antes da noite findar... Serão esses os presentes de Natal que para todos hei de levar.

09/12/2006

:: Postado por Sandra Bernardelli às 13h34
::
:: Enviar esta mensagem

Como faz o vento.

Como faz o vento.
Juan Manuel Serrat


Eu nasci como nasce a brisa, à beira do mar amigo do sol e da chuva aprendi a voar.
Como faz o vento assim eu quero viver.
Como faz o vento o vento que anda e é livre entre nos.
E cresci buscando nos versos que a poeira escondeu e arrastando as folhas que o outono varreu.
Não nasci para ser a pedra, mármore que cobre um morto, a terra surpreende a árvore e eu vou de porto em porto.
Abre menina abre a tua porta e deixa-me entrar, ninguém vai saber nada e eu vou madrugar.
E assim sem olhar para trás hão de ver-me passar, nada vos deixo, ninguém me espera... Posso ir e voltar.
(Adaptação de Alexandre O'Neil)

:: Postado por Sandra Bernardelli às 13h23
::
:: Enviar esta mensagem

Presente de Natal

Presente de Natal

Guida Linhares

 

 

Escrevi a Papai Noel pedindo um amorzinho, nem que fosse de mentira.

O bom velhinho sorriu e logo me respondeu, o amor tem que ser real.

Pensarei no que fazer.

 

Aguarde o teu presente, sei que vais ficar contente.

E desde então, vejo estrelinhas cadentes, e a lua cada vez atraente.

Vou preparar a chaminé, colocando as meias na janela.

Nesse Natal ponho fé.

 

Um presente de emoções, embalado em suave papel, decorado com corações!

O laço de fita eu desato, ansiosa pelo momento, festejado com ternura.

Ouviremos sinos tocando, cearemos a fartura, sob as estrelas brilhando!

Santos /SP

27/11/06

:: Postado por Sandra Bernardelli às 13h08
::
:: Enviar esta mensagem

Sentir-se Amado

Sentir-se e ser Amado

José Eduardo C. Trefiglio

 

Eu sei que você me ama e ninguém precisou me dizer. Saber ser amado é uma coisa, sentir-se amado é outra.

O amor requer mais do que beijos, do que sexo e palavras bonitas. Sentir-se amado é sentir que a quem eu amo tem um interesse real em minha vida. Eu sei que você zela por minha felicidade e que se preocupa quando as coisas não estão, dando certo. Coloca-se como fiel companheira para ouvir minhas dúvidas, meus lamentos e me dar uma sacudida é preciso. Sentir-se amado é ver que você lembra de tudo, de coisas que você contou há bastante tempo. É lhe ver triste quando eu estou triste, e sorri com delicadeza quando diz que eu estou fazendo tempestade em copo d'água. Sentir-se amado e saber perdoar um ao outro e não transformar uma mágoa antiga em munição na hora da discussão. Eu me sinto amado, porque me sinto aceito por inteiro e vejo que você se sente segura por eu ser exatamente como sou. Eu me sinto amado porque ao seu lado eu quase não falo eu suspiro de paixão. E você sente pelos meus olhos que você vê. Eu me sinto amado e não preciso gritar aos quatro cantos. Não preciso concordar com tudo que você diz, mas ter a sensibilidade de escutar e de estar ao seu lado. Agora, sente-se e escute: - Eu te amo não diz tudo?

:: Postado por Sandra Bernardelli às 13h05
::
:: Enviar esta mensagem

Dueto- Saudades de Você./Chuva de paixão

Dueto

Saudades de Você.
Roseli Scarparo

      
 Sair e sentir o vento de encontro ao meu corpo  e ter a sensação de voar para teus braços.
 De estar abraçando teu corpo, acariciando teus lábios com os meus, sentindo  teu sabor,

sorvendo teu amor na dança perfeita do nosso amor somente para matar a saudades que sinto de você.

***********

Chuva de paixão

Caio Amaral

*

Saudade que morre no encanto de uma paixão  desce como granizo em forma de carinho.

É chuva de prata com raios de amor.

Irrompe sob a beleza do arco-íris  que se eleva na beleza do sol em pleno verão e resplandece

em mares de uma doce ilusão

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 12h57
::
:: Enviar esta mensagem

Natal.

Natal.

S.Bernardelli

 

É no Natal que os Homens se cansam da cidade ruidosa e vão ao encontro do sossego do campo procurando o repouso para seu espírito, outros procuram o mar para contemplar sua beleza infinda.

Nesse dia muitas mesas estarão fartas; nesse dia   na mesa  dos mais pobres são menos fartas,

mas ali ainda há  fé, há esperança,há paz, há amor...

Os presentes materiais são mais escassos tendo no lugar mais alimento para físico e para espírito.

Natal é a visão de esperança de uma vida é a consciência de que é hora de ser feliz...

É hora de pensar que as rosas não picam, é ouvir o soar dos sinos anunciando o nascimento divino;

convidando os homens para paz e para prece.

15/10/2006

:: Postado por Sandra Bernardelli às 12h50
::
:: Enviar esta mensagem

Ensina-me a Viver.

Ensina-me a Viver.

Helena Kluiser

Ensina-me a quebrar as barreiras  que prendem o meu coração.
Ensina-me a fazer tudo o que quero,  sem dar explicação.
Dá-me força para recomeçar e seguir o caminho escolhido.

 

Ajuda-me a enfrentar o medo  e crescer através do já vivido.
A sonhar um mundo novo apesar do já sofrido.
A voar ao encontro do outro E nunca mais tocar o chão.
Ensina-me que posso ser livre E livre te deixar ser.


Ensina-me a invocar a minha essência, e como fênix das cinzas renascer. 
Ensina-me que posso ser eu mesma, sem jamais pedir perdão. 
Ou tentar achar razão.

:: Postado por Sandra Bernardelli às 12h47
::
:: Enviar esta mensagem

Ainda Consigo.

Ainda Consigo.

Dalton Roque


Ainda consigo sorrir para uma criança... Ainda consigo tentar perdoar... Apesar de meus problemas. Ainda consigo sentir que entre o caos, o bem prevalece... Ainda consigo ter esperança em mim... Apesar de meus defeitos. Ainda consigo caminhar de cabeça erguida...Ainda consigo olhar nos olhos das pessoas... Apesar de minhas limitações. Ainda consigo levantar, após tropeçar... Ainda consigo me olhar no espelho de manhã e dizer: eu sou um vencedor... Apesar de muitos fracassos. Ainda consigo rir de mim mesmo e minhas tolices recalcitrantes... Ainda consigo me soltar e amar a natureza...Apesar de meu egoísmo. Ainda consigo me curvar e voltar atrás... Ainda consigo ser humilde e pedir desculpas... Apesar de minha arrogância. Ainda consigo dizer sim e concordar... Ainda consigo dizer não e discordar... Apesar de minha ignorância relativa. Ainda consigo contar as estrelas... Ainda consigo observar as flores do caminho... Apesar de minha brutalidade. Ainda consigo apontar o dedo e saber que três deles apontam para mim... Ainda consigo espalmar as mãos no coração e me emocionar... Apesar de minhas emoções densas. Ainda consigo ser técnico e intelectual sem perder o coração... Ainda consigo trilhar os caminhos da emoção sem perder o discernimento... Apesar de meu baixo nível evolutivo. Ainda consigo me enxergar e saber o que sou... Ainda consigo fazer profunda autocrítica que dói, mas é bom... Apesar de minhas heterocríticas contundentes. Ainda consigo olhar o caminho de frente e recordar... Ainda consigo olhar para trás e dizer: valeu!... Apesar de inúmeras provas kármicas sofridas. Ainda consigo: Rir e chorar, entre emoções densas e sentimentos sutis... Abraçar e me defender, entre o amor e o antagonismo humano... Ser doce e enérgico, entre simpatias e contrários... Ser professor e aluno, entre "mestres" e "discípulos". Falar e calar, entre momentos chave relativos... Mas EU SOU eu, e me perdôo! Caio e levanto, sacudo a poeira e sigo em frente... E nada nunca me abate ou abaterá, pois eu tenho um ideal, Ele habita minha mente, mas reside no lar de meu coração, E nenhuma chama o queima, a não ser o da própria vontade de vencer, de aprender e de seguir, no rumo evolutivo "menos pior" que eu conseguir e merecer trilhar.

www.consciencial.org

:: Postado por Sandra Bernardelli às 00h53
::
:: Enviar esta mensagem

Se eu fosse apenas...

Se eu fosse apenas...

Cecília Meireles

 

Se eu fosse apenas uma rosa, com que prazer me desfolhava,
já que a vida é tão dolorosa e não te sei dizer mais nada!

Se eu fosse apenas água ou vento,

 com que prazer me desfaria,como em teu próprio

pensamento vais desfazendo a minha vida!


Perdoa-me causar-te a mágoa desta humana,

amarga demora,de ser menos breve do que a água,

 mais durável que o vento e a rosa...

:: Postado por Sandra Bernardelli às 00h46
::
:: Enviar esta mensagem

Dominado pela Noite

Dominado pela Noite

José Eduardo C. Trefiglio

 

E chegou noite…

Noite  esta que me atormenta que não deixa o dia emergir.

Porque existe à noite quando tenho imenso amor para dar.

Porque existe o sono quando...Quando quero partilhar  o que sinto...O que sofro...

Nas alegrias do olhar. Porque existe à noite se quero caminhar...

Porque existe à noite se um barco nos pode levar a um sonho...

E porque não ao arco-íris para tentar achar...Você

Será que procuro o amor ou o amor é quem me procura.

Serão as cores com que pinto minhas letras dos versos que escrevo pensando em nós dois ou as flores do meio-dia.

Vai embora noite sai e deixa o dia entrar e vibrar a luz que tanto me ilumina.

Porque é no dia e no momento que você me diz... Eu te amo.

Mas a noite domina-me e tenho medo de não lhe achar...

:: Postado por Sandra Bernardelli às 00h42
::
:: Enviar esta mensagem

Meu presente de Natal muito especial.

Meu presente de Natal muito especial.

S.Bernardelli

 

Beijos de Natal é ter um amigo poeta

Como você

E eu os envio com carinho

E o amor que meu coração tem

E esse doce beijote cheio de carinhos

Acompanha o abraço fogoso de quem lhe quer bem.
Esse é meu presente de Natal muito especial.

Mil beijinhos e milhões de abracinhos,

 e Feliz Papai Noel.

10/12/2006

:: Postado por Sandra Bernardelli às 00h36
::
:: Enviar esta mensagem

SER MULHER...

SER MULHER...

Ana Magal.


Ser mulher é viver mil vezes em apenas uma vida, é lutar por causas perdidas e sempre sair vencedora, é estar antes do ontem e depois do amanhã, é desconhecer a palavra recompensa apesar dos seus atos. Ser mulher é caminhar na dúvida cheia de certezas, é correr atrás das nuvens num dia de sol e alcançar o sol num dia de chuva. Ser mulher é chorar de alegria e muitas vezes sorrir com tristeza, é cancelar sonhos em prol de terceiros, é acreditar quando ninguém mais acredita, é esperar quando ninguém mais espera. Ser mulher é identificar um sorriso triste e uma lágrima falsa é ser enganada e sempre dar mais uma chance, é cair no fundo do poço e emergir sem ajuda. Ser mulher é estar em mil lugares de uma só vez, é fazer mil papeis ao mesmo tempo, é ser forte e fingir que é frágil pra ter um carinho. Ser mulher é se perder em palavras e depois perceber que se encontrou nelas, é distribuir emoções que nem sempre são captadas. Ser mulher é comprar, emprestar, alugar, vender sentimentos, mas jamais dever, é construir castelos na areia, vê-los, desmoronados pelas águas e ainda assim amá-las. Ser mulher é saber dar o perdão, é tentar recuperar o irrecuperável, é entender o que ninguém mais conseguiu desvendar. Ser mulher é estender a mão a quem ainda não pediu, é doar o que ainda não foi solicitado. Ser mulher é não ter vergonha de chorar por amor, é saber a hora certa do fim, é esperar sempre por um recomeço. Ser mulher é ter a arrogância de viver apesar dos dissabores, das desilusões, das traições e das decepções. Ser mulher é ser mãe dos seus filhos e dos filhos de outros e amá-los igualmente. Ser mulher é ter confiança no amanhã e aceitação pelo ontem, é desbravar caminhos difíceis em instantes inoportunos e fincar a bandeira da conquista. Ser mulher é entender as fases da lua por ter suas próprias fases. É ser "nova" quando o coração está à espera do amor, ser "crescente" quando o coração está se enchendo de amor, ser cheia quando ele já está transbordando de tanto amor e minguante quando esse amor vai embora. Ser mulher é hospedar dentro de si o sentimento do perdão, é voltar no tempo todos os dias e viver por poucos instantes, coisas que nunca ficaram esquecidas. Ser mulher é cicatrizar feridas de outros e inúmeras vezes deixar as suas próprias feridas sangrando. Ser mulher é ser princesa aos 20, rainha aos 30, imperatriz aos 40 e especial a vida toda. Ser mulher é conseguir encontrar uma flor no deserto, água na seca e labaredas no mar. Ser mulher é, chorar calada a dor do mundo e em apenas um segundo já estar sorrindo. Ser mulher é subir degraus e se os tiver que descer não precisar de ajuda é, tropeçar, cair e voltar a andar. Ser mulher é saber ser "super-homem" quando o sol nasce e virar Cinderela quando a noite chega. Ser mulher é ter sido escolhida por Deus para colocar no mundo os homens. Ser mulher é acima de tudo um estado de espírito, é uma dádiva, é ter dentro de si um tesouro escondido e ainda assim dividi-lo com o mundo!

:: Postado por Sandra Bernardelli às 00h29
::
:: Enviar esta mensagem

Mudanças

Mudanças

Sara 

Você tem feito tudo para modificar seus hábitos, atitudes, pensamentos negativos, aquela sua velha insistência em se criticar, mas não consegue? Algumas vezes você até pensa em desistir, afinal você tem se esforçado tanto e continua a ouvir que você não muda nunca, e você se sente cada vez mais incapaz de conseguir. Nada disso! Saiba que é possível mudar alguns padrões de comportamentos ou o que você quiser em sua vida. Para isso é importante que você se comprometa com aquilo que deseja alcançar. Você tem procurado realmente modificar sua alimentação, tem feito atividade física, meditação, tem ficado atento aos seus sentimentos, conversa consigo mesmo? Esses são os primeiros passos para atingir alguma mudança em sua vida. Primeiro identifique seus sentimentos. Sem saber o que sente você não saberá por onde começar. Depois avalie o que deseja mudar. A dificuldade em conseguir obter o que deseja pode ser um reflexo de um conflito entre consciente e inconsciente. Se continuar a considerar apenas os aspectos conscientes, sem se dar conta que o inconsciente também é responsável e continuar sem entender sua linguagem, dificilmente conseguirá o que deseja. É importante entender o inconsciente, pois é ele quem controla 95% das nossas ações. Para entender a linguagem do inconsciente deve se levar em conta que para ele não existe pouco ou muito, pequeno ou grande, certo ou errado, tudo deve ser reconhecido. Mas as pessoas às vezes, por falta de informação, consideram apenas os valores do consciente. Por exemplo, se você é daqueles que por mais que faça algo, nunca está bom para você ou para os outros, comece a mudar esse padrão. A opinião dos outros nunca deverá ser mais importante que a sua. Seja o que for que quiser mudar, como pensamentos negativos, identifiquem quais são, escreva cada um deles e reflita sobre as possíveis origens. Quando nos observamos mais, começamos a obter mais controle sobre aquilo que até então agia automaticamente, pois com o passar dos anos vamos, nos condicionando a determinados pensamentos, que sequer nos damos conta. Se estiver pretendendo eliminar dez quilos e não conseguiu esse total, mas conseguiu um quilo, o esforço geralmente é totalmente desprezado, como se não tivesse havido nenhum. E isso não é verdade. Como pensa que está muito distante de sua meta, tende a supervalorizar o que falta e desprezar o que conseguiu. É assim que tudo se complica. Ao fazer uma leitura apenas do consciente e com valores dele, ignora-se o inconsciente e ignorá-lo é o mesmo que ignorar uma parte importante de você mesmo. Ao desprezar seus próprios esforços, ou alguma conquista por menor que seja, seu inconsciente reage de forma negativa. É como se ele se "doesse" por aquilo que não valoriza em você mesmo. O inconsciente é como um grande porão onde está guardado tudo aquilo que você não quer ver, tudo aquilo que machuca e que por defesas é reprimido. Entendê-lo é de fundamental importância para seu autoconhecimento e para conseguir alcançar o que deseja. Por exemplo, se você tende a ser agressivo, ou tem dificuldades em falar não, fazendo tudo que lhe pedem, e nem percebe esse padrão, quem está tendo controle é seu inconsciente, ainda que você não o entenda e não saiba o motivo por ele agir dessa forma. Algum motivo deve existir e sua origem geralmente está arquivada no inconsciente. Sempre que não há controle de alguma atitude, é o inconsciente que está agindo e é sua linguagem que deve ser compreendida. O inconsciente é como uma criança que precisa de incentivo, de reconhecimento por todo e qualquer esforço que fizer. Procure ignorar um desenho ou algo que uma criança tenha feito. Aos poucos sua atitude será se fechar, não te mostrando mais nada do que fizer. O mesmo acontece com o inconsciente quando é ignorado. É como se ele pensasse: "faço tudo para conseguir algum resultado e sou ignorado?..." Por isso deve reconhecer toda e qualquer conquista! Se estiver querendo mudar qualquer comportamento, sentimento ou pensamento, lembre-se de ficar atento e identificar seus pensamentos, pois são eles que definem seus comportamentos. Quando começar a se comprometer com suas mudanças, sempre que conseguir algo faça festa, celebre, mostre o quanto isso é importante para você, para que seu inconsciente continue a colaborar. Isso vale para tudo que fizer. Muitas vezes não celebramos, porque esperamos que alguém perceba nossos esforços. Estamos sempre em busca de reconhecimento e aprovação. Exatamente pelo fato de nunca nos darmos isso, estamos sempre buscando que alguém perceba, reconheça, aprove, mas raramente fazemos isso conosco. Quando buscamos preencher essas necessidades no externo, quando não acontece, nos frustramos, nos decepcionamos e muitas vezes, desistimos. O pior de tudo isso, é que desistimos de nossos próprios sonhos e objetivos. Por isso a procura deve ser dentro de você! Afinal, ninguém motiva ninguém! Só você mesmo é que poderá se aprovar ou não. O que é muito melhor, pois não será alvo de críticas e nem se abalará caso alguém insista em te colocar para baixo e fazer acreditar que não irá conseguir. Você pode conseguir tudo o que quer! Você é quem sabe mais do que ninguém o quanto superou para modificar alguns hábitos e conseguir chegar até aqui. Claro que ainda virão muitas outras conquistas, pois você entendeu que para chegar até a meta final, você deve celebrar cada uma delas durante o caminho e reconhecer tudo que já conseguiu e não o que ainda está por vir. Comece agora mesmo a agradecer e valorizar o que tem feito por você. E parabéns, pois se você chegou até aqui, as mudanças já começaram!

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h36
::
:: Enviar esta mensagem

53 anos!!! E os planos?

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h34
::
:: Enviar esta mensagem

Natal

Natal

Pedro Valdoy

 

O Natal a esperança das crianças das prendas excepto o menino da rua.

Doce mês de Natal onde o menino Jesus é recordado.

Tocam os sinos através dos séculos, mas a miséria é muita e ingrata.

 

Deus continua no seu trono atento ao que o homem faz, mas as

guerras continuam pela loucura do homem.

Os pobres lá terão o seu prato de sopa, mas só naquele dia depois

é o esquecimento total.

 

As luzes brilham as ruas engalanadas é a felicidade só de uns dias.

As estrelas, a Lua brilharão na época feliz, mas falsa.

Lisboa Dezembro 2006

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h31
::
:: Enviar esta mensagem

Sinfonia de dor

Sinfonia de dor
 
Silsaboia
 
Que orquestra é essa no meu peito?
Que tipo de música é essa sem melodia
vazia, mas que vibra no silencio Acordes de dor?

 

Silencia peito!
Que não tem mais jeito esse amor...
Por que essa sinfonia se está morta à alegria, nesse coração sonhador?

 

Não bates tão altas estas notas se a alegria está morta
e ninguém escuta essa dor.


:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h27
::
:: Enviar esta mensagem

LAÇOS

LAÇOS

Wilson de Oliveira Carvalho.

 

Uma das coisas  ruins que o silêncio me fez foi ensinar a conviver com minha própria mudez.

E foi assim, que estabeleci longos diálogos no decorrer dos anos, afinal , a cerca  intransponível estava ali.

Estranho, durante todo o tempo, o assunto predominante foi querer saber a razão dos

porquês que os laços foram desfeitos, se o amor era tudo que podia dar o que sempre faltou

 

Laços como muitas alças,  tão fácil de desatar os nós...

Talvez seja a razão do rumor dos meus gritos atravessarem as trevas,

como os uivos dos lobos,que atravessam a densidade das florestas...

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h22
::
:: Enviar esta mensagem

NATAL... Novamente!

NATAL... Novamente!

Glácia Daibert

 

Passamos todos os anos a nos questionar: - o que é e, o que representa o Natal... - por que temos tantas expectativas sobre o Natal...   - essa data é comemorada em família... - qual a razão de alguns com fartura e a maioria "esticando" seu salário... - o que podemos fazer, mais, esse ano... Depois, de muito pesquisar acredito ter chegado a algumas conclusões: - somos bem mais pobres de espírito do que financeiramente... - porque ao invés de nos preocupar com o futuro... - temos a obrigação de viver o momento... Isso passa de geração a geração. Algo bem tolo e falta de "imaginação"... Só sei que nessa época devemos "rever" nossos erros e nossos acertos... - certamente algum errou menos... - outro soube aproveitar mais o tempo disponível... - outros deixaram que o sentimentalismo falasse mais alto... - outro, por inibição, deixou de fazer ou declarar o que gosta... Muitos outros esqueceram de orar e agradecer ao Senhor... Permita, Senhor, que o faça agora... Em meu nome e de muitos milhares... Nós, seres humanos, nunca devemos deixar de agradecer a Deus pelas oportunidades que nos são proferidas; Peçamos que os nossos dias sejam iluminados e abençoados com Saúde, Paz, Harmonia e Alegria no coração.

BOAS FESTAS!!!

FELIZ NATAL a todos.

06-12-2006

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h10
::
:: Enviar esta mensagem

Abre espaço para receber o novo

Abre espaço para receber o novo

S.Bernardelli

 

Confie em seus talentos, mesmo que alguma circunstância não lhe seja muito favorável. Se lembre do quanto você se realizou na vida durante o ano e siga em frente. Dê uma nova direção às suas relações em geral. Que tal começar fazendo isso em casa? Deixe as coisas do passado irem, desapegue-se, faça doações, só assim você abre espaço para receber o novo. Não deixe de falar sobre seus sentimentos ou de suas dúvidas interiores com seus familiares, mas fale com jeito e verá que tudo dará certo. Use o dia de Natal para sentir o mundo espiritual perto de você. Se não acredita nisso, faça uma experiência, permita-se a uma pequena meditação e depois me conta como é que você sentiu. Amplie sua visão e enxergue um futuro possível para o que você quer. Para conseguir tornar realidade seus sonhos e ideais é necessário agir sem falar muito...  Guarde essas coisas para você e somente depois de realizá-las comemore com todos. Segure seus ímpetos de gastar dinheiro, tenha em mente isso: “Não esqueça que se você colocar mais vinho num copo cheio, ele se derrama”.

08/12/2006

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h08
::
:: Enviar esta mensagem

MOMENTO LIMITE

MOMENTO LIMITE

Lêda Mello

 

 É nos "momentos limite" que as pessoas tomam as mais importantes decisões de mudança. São aqueles momentos em que não encontramos satisfação com o rumo que tomou a nossa vida e sentimos que algo precisa ser feito para mudar. É a oportunidade ideal para limpar velhos padrões de pensamento e escrever um novo roteiro de vida. Redecidir a vida. Imagine alguém que vai seguindo por uma estrada e, bem no meio do caminho, se depara com uma grande fenda. Essa pessoa tem 3 opções: - voltar, mas não chegará ao seu destino;- cair dentro da fenda, sofrer ferimentos, ficar se lamentando e, também, não chegar a lugar algum;- aproveitar o contratempo, procurar os meios para ultrapassá-lo, e prosseguir, confiante, rumo ao seu destino. Dar meia volta e retornar é ceder ao medo de arriscar, preferindo permanecer, insistir, continuar no velho e conhecido mundo. Não tem importância que esse mundo já esteja embolorado e causando transtornos,  contanto que seja conhecido. Mas viver é um risco! Cair dentro da fenda é escolher o "muro das lamentações", recusando-se a tomar atitudes, preferindo a estagnação de lamentar e cultuar velhas e novas feridas, perpetuando-as. Mas a vida é dinâmica! Somente quando se tem a coragem e o bom senso de, nos momentos críticos, buscar novas soluções, criar novas oportunidades para si mesmo é que acontecem os milagres. Você é quem faz os seus próprios milagres!  Quando você se encontrar num "momento limite", lembre-se de que este é um fecundo e proveitoso momento de escolha e que dessa escolha resultará a diferença, para melhor ou para pior,  na qualidade da sua vida. A decisão é sua. Pense nisto!

Arapiraca (AL) - Brasil, 09.12.2006.

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h04
::
:: Enviar esta mensagem

Meu Perfil




BRASIL , Sudeste , CARAGUATATUBA , CENTRO , Mulher , de 46 a 55 anos , Portuguese , Arte e cultura , Livros , animais/cinema ,teatro
MSN -

Meu Humor

Oceâno

Links

:: Potara Mensagens
:: IN MY LIFE
:: D@nizinha
:: target=_blank
::
:: Eu escrivinhando
:: Magia das palavras
:: Penelope Charmosa
:: Arcor de Angela poesia
:: Lara em palavras
:: Confissões no travesseiro
::
:: Eliane Potiguara
:: Letras de Músicas - O seu portal Musical
::

Votação

Dê uma nota para meu blog

..:: INDIQUE ESSE BLOG ::..

12/08/2007 a 18/08/2007

05/08/2007 a 11/08/2007

29/07/2007 a 04/08/2007

22/07/2007 a 28/07/2007

01/07/2007 a 07/07/2007

17/06/2007 a 23/06/2007

03/06/2007 a 09/06/2007

27/05/2007 a 02/06/2007

13/05/2007 a 19/05/2007

29/04/2007 a 05/05/2007

22/04/2007 a 28/04/2007

08/04/2007 a 14/04/2007

11/03/2007 a 17/03/2007

04/03/2007 a 10/03/2007

18/02/2007 a 24/02/2007

28/01/2007 a 03/02/2007

31/12/2006 a 06/01/2007

24/12/2006 a 30/12/2006

10/12/2006 a 16/12/2006

26/11/2006 a 02/12/2006

24/09/2006 a 30/09/2006

17/09/2006 a 23/09/2006

03/09/2006 a 09/09/2006

27/08/2006 a 02/09/2006

13/08/2006 a 19/08/2006

30/07/2006 a 05/08/2006

09/07/2006 a 15/07/2006

02/07/2006 a 08/07/2006

25/06/2006 a 01/07/2006

11/06/2006 a 17/06/2006

28/05/2006 a 03/06/2006

21/05/2006 a 27/05/2006

14/05/2006 a 20/05/2006

07/05/2006 a 13/05/2006

16/04/2006 a 22/04/2006

09/04/2006 a 15/04/2006

02/04/2006 a 08/04/2006

26/03/2006 a 01/04/2006

19/03/2006 a 25/03/2006

12/03/2006 a 18/03/2006

05/03/2006 a 11/03/2006

19/02/2006 a 25/02/2006

29/01/2006 a 04/02/2006

22/01/2006 a 28/01/2006

08/01/2006 a 14/01/2006

25/12/2005 a 31/12/2005

11/12/2005 a 17/12/2005

04/12/2005 a 10/12/2005

27/11/2005 a 03/12/2005

20/11/2005 a 26/11/2005

13/11/2005 a 19/11/2005

06/11/2005 a 12/11/2005

30/10/2005 a 05/11/2005

23/10/2005 a 29/10/2005

16/10/2005 a 22/10/2005

Visitas

Créditos

Layout por

..:: Carmem Design ::..
Todos os direitos reservados ©

..::     Carmem Design  ::..