Mortes

:: Postado por Sandra Bernardelli às 21h44
::
:: Enviar esta mensagem

Mortes

 Silvane Saboia

 

Já morri tantas vezes

 mortes que me fizeram mais viva

em cada queda, mais brilho.

Como um rio que nasce

segue....e em suas quedas
ganha mais energia.

Houve vezes em que morri
achando que nunca mais viveria
foi nestas mortes
que eu me conheci.
Foi nestas mortes que eu cresci.

Morrendo, entendi
que renasci!

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 21h42
::
:: Enviar esta mensagem

Recordação

:: Postado por Sandra Bernardelli às 21h12
::
:: Enviar esta mensagem

 Recordação
Lucia Trigueiro

Percebo pela compreensão representação mental palavras de amor estado de uma consciência

plenamente feliz cuja satisfação era favorecida  pela ação do teu desejo.

Imagens guardadas com  sentimento de alegria hoje como tema central saudade

observação que resulta minha reflexão apenas o eco desse amor vivido
tendo como certo contínuo definido apenas o ar em movimento

 inspirando teu perfume  exalando meu coração.

Amanhecer sem você  é ausência de claridade tempo que transcorre à lentidão
trazendo à memória como substância  sensação desagradável estado afetivo caracterizando

tristeza  sentimento que surge em decorrência   determinado pelo destino deixando

o passado presente.
Brasília
12.03.2006

 


 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 21h10
::
:: Enviar esta mensagem

As Borboletas

:: Postado por Sandra Bernardelli às 21h08
::
:: Enviar esta mensagem

As Borboletas
Yvonne Anita Muller

 

Não consigo escrever, as borboletas me rodeiam me fazem rir.

Brincam comigo como se eu fosse uma flor , fica maravilhada com sua beleza sua leveza
suas asas coloridas , suas antenas compridas. Borboletas me fazem rir . 
Não consigo me concentrar, elas querem pousar, acho que por que passei água de cheiro.
São tão lindas e elegantes, as vezes voam distantes ,as vezes pairam no ar e posso

delicadamente as tocar ,mais logo voam distante. Azuis ,amarelas ou lilás, desaparecem

como encanto . Polinizando as flores se alimentando de pólen e de mel.
As flores são seus amores o bosque seu lar.

Quando surge um predador, se camuflam em outras cores.
Só não conseguem escapar das redes dos colecionadores estes a guardam para embalsamar. 
Borboletas me fazem rir, mais neste instante olho as borboletas e quero chorar.

confinadas em vidros não podem mais voar nem polinizar.
Não foi para isto que Deus as criou. 



Bragança janeiro 2006

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 21h04
::
:: Enviar esta mensagem

Emudecer da alma

:: Postado por Sandra Bernardelli às 21h03
::
:: Enviar esta mensagem

Emudecer da alma

S.Bernardelli

 

Muito Sofri...

Hoje meu coração em  fria pedra  se transformou,meu pensamento não existem mais em você.
Meu riso já não tem mais graça,não mais se contagia com nada
A alegria calou -se  no peito...
Somente tenho como sempre tive, o calor do meu corpo, sem o amor que idealizei e sonhei...
 Quando em minha vida você surgiu foi como a flor que brota nas manhãs primaveril.

Hoje  sua lembrança somente me traz dor.

Levou meu sorriso,deixou lágrimas, fez emudecer minha alma...

Sei agora...  Conscientizei-me...

Para você nada fui, nada sou , nada serei

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 21h02
::
:: Enviar esta mensagem

Quando A Amizade Acaba

:: Postado por Sandra Bernardelli às 21h01
::
:: Enviar esta mensagem

Quando A Amizade Acaba

S.Bernardelli

Admitir quando a amizade acaba,é difícil, é duro,é triste quando o brilho dessa amizade apagou-se pelo  egoísmo, descaso e indiferença... A gratidão superficial, é a pior coisa que pode existir...Sonhamos e idealizamos na nossa imaginação  a perfeita amizade. Mas ela não existe quando encaramos realidade nua e crua... Erramos várias vezes, mas também tentamos acertar várias vezes,tentamos até mesmo gostar de certos amigos da amizade que preservamos, e por vezes somos traídos por essas certas amizades. Tudo que fez,passa ser um nada. É descartado como um papel velho que não serve mais para nada. Mas aquele que um dia disse ser teu amigo, carregará na sua consciência eternamente sua própria ingratidão, isso se esse tiver consciência... Se a única coisa que queríamos era conservar a amizade e  não conseguimos,não devemos lamentar, nem dizer mais nada...Simplesmente deixei-o ir,se conscientizar que o tempo de afinidade há muito tempo acabou-se e que simplesmente não percebemos ou não quisemos ver.É triste sim,porem desanimar para que?

Pois amizades se conquistam todo os dias.

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 20h53
::
:: Enviar esta mensagem

Juramento do Internauta

:: Postado por Sandra Bernardelli às 20h52
::
:: Enviar esta mensagem

:: Postado por Sandra Bernardelli às 20h51
::
:: Enviar esta mensagem

Madurar

:: Postado por Sandra Bernardelli às 20h22
::
:: Enviar esta mensagem

Madurar

Silvana Cervantes

 

Amadurecer não tem idade,é certo que é preciso vontade, e a mão companheira de um amor de verdade.Deixar o sentimento amanhecer,colocar de lado a vaidade.Ás vezes, é preciso sofrer para se compreender que amadurecer não é envelhecer,nem deixar a juventude morrer. É antes de mais nada madrugar as expectativas,aprender a esperar e entender,que nem tudo cabe na palma de nossas mãos,  todas as coisas possuem asas que certamente voarão quando desejarem e não há nada, nada que possa impedir isso. Obrigada a você que com paciência me ajuda a crescer a cada dia.Espero estar pronta para aplaudir o seu voar.

 

 

 

                                        

:: Postado por Sandra Bernardelli às 20h21
::
:: Enviar esta mensagem

Ciúmes

:: Postado por Sandra Bernardelli às 20h14
::
:: Enviar esta mensagem

Ciúmes

Lea Rodrigues

 

Gostaria de entender o porque de tanto ciúmes, ele nos afasta um do outro...

 Nos faz dizer coisas que não queremos muito menos magoar. Se o que nos une é tão grande...

 é tão lindo...porque as discussões? Porque esse sentimento de posse, se o que importa é estarmos juntos?  São perguntas as quais não tenho respostas, afinal o amor não se traduz...  Não se explica. Ele tem o poder de mudar nossas personalidades, nos transformando em seres alegres ou tristes.Não gosto de tristezas e  justamente por isso te digo: Não deixe tudo acabar assim, não coloque tudo a perder... Vamos pare com esse ‘denguinho’ bobo, e pare agora porque estou saindo...Para onde? Ah! estou indo para o portão te esperar meu amor...

 Araraquara /SP - 11/02/06

Formatação Mary

 

    

:: Postado por Sandra Bernardelli às 20h13
::
:: Enviar esta mensagem

Seriam deuses os Internautas?

:: Postado por Sandra Bernardelli às 20h12
::
:: Enviar esta mensagem

Seriam deuses os Internautas?

Silvana Cervantes

 

 Incrível confusão se instala bem no meio dos sentimentos um nó, que parece nunca desatar  o MUNDO VIRTUAL...Qual virtual nada! Muito mais real que o normal, personalidades que se descortinam a cada mensagem, desfilando segredos, escondidos no fundo da alma e por isso mesmo tão mais difíceis de lidar que no mundo real, onde maquiamos o rosto e vestimos o corpo. Alma, se veste com sentimentos...E muitas vezes, não sabemos lidar com eles! Ciúme,inveja, tristeza, alegria, paixão... Ah! Se tão somente fossem  roupas!  Poderiam ser tiradas, lavadas e guardadas em armários  e chegada à ocasião certa, bastaria vestir...Mas não são... Então, como arrancar do peito a revolta, a decepção, a dor? Sentimentos, são cultivados, alimentados... São vozes, ditos, desditos, falácias...Os chamados "achismos" que viram boatos e num instante se tornam verdades absolutas...Seriam deuses os internautas? Capazes de julgar, com discernimento verdades e mentiras?  Que verdades são estas, maiores que o amor, capazes de sobrepujar o respeito ao ser humano?  Ser verdadeiro é ser agressivo? Quem de nós pode levantar o dedo em riste e dizer: - Eu não erro, não minto, não finjo.Quem pode usar a palavra NUNCA, sem estar mentindo?  Cuidemos mais de nós mesmos...Alimentemos nossa alma com bons olhos para com as coisas alheias... Não custa nada cultivar a tolerância, benignidade, bondade, AMOR!  Isso não fará de nós deuses, mas com certeza melhores seres humanos e ainda assim erraremos, e digo graças, graças a Deus... Pois só assim podemos  ter a certeza de que ainda estamos vivos e ainda há muito que se aprender por aqui.

 5/7/05

 Formatação:

 Simone Creations)®     

 

 

 

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 20h10
::
:: Enviar esta mensagem

Nova Era

:: Postado por Sandra Bernardelli às 20h07
::
:: Enviar esta mensagem

Nova Era

 Elisa Santos
 
 
Um sentido a mais se  apresentou, uma ponte
Entre rios caudalosos que azulava e do ódio
Retirava flocos de algodão a secar lágrimas
  Luminosas vibrações, da Violeta... as pétalas
Do jasmim, um incenso apaziguador, da rosa
O cheiro, da orquídea o jeito encantador
 Ao toque mágico, o fogo derretia e a Alquimia
Feminina adornada de estrelas- do- mar
Jorrava água abundante com fluidos apaziguantes...
E a paz reinava... enfim!

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 20h04
::
:: Enviar esta mensagem

Simplicidade

:: Postado por Sandra Bernardelli às 20h03
::
:: Enviar esta mensagem

Simplicidade

Nancy Hoelzle

 

Não procure evidência pessoal.
Reflita que,  quanto mais exposto à visão alheia,mais se tornará alvo de ciúme e inveja.
As vibrações negativas,  mesmo que não lhe façam mal, positivamente, poderão cansá-lo, no trabalho de defender-se.
Procure agir discretamente, embora com firmeza,
deixando que os vaidosos e vazios se exponham numa evidência de que você, certamente, não necessita para brilhar.
O vidro comum brilha muito ao sol, mas o brilho do ouro está escondido no cofre:Nem por isso valerá menos que o vidro...

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 20h02
::
:: Enviar esta mensagem

Sinais

:: Postado por Sandra Bernardelli às 20h00
::
:: Enviar esta mensagem

Sinais
João Luis Mastrângelo

 
Uma palavra, uma imagem, um gesto
podem dizer te amo, que quero, te detesto
Uma imagem, um sorriso, um desenho
Podem dizer quanto amor por ti tenho
Sinais tão simples na comunicação
Mas profundos no coração
Momentos que duram um segundo
Mas que podem mudar o mundo
Poucas letras no ouvido murmurado,
despertam paixões, por nós nem imaginadas
Olhares serenos de olhos pequenos
Talvez digam coisas que nunca ouviremos

Letter Created By

CDP Always List

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h57
::
:: Enviar esta mensagem

Importância Do Negro

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h56
::
:: Enviar esta mensagem

Importância Do Negro

Moacir O rebelde.

Essa é a história de um garoto chamado Theo que acordou um dia e perguntou a sua mãe: "Mãe, o que aconteceria se não existissem pessoas negras no mundo?" Sua mãe pensou por um momento e então falou: "Filho, siga-me hoje e vamos ver como seria se não houvesse pessoas negras no mundo". E, então, disse: "Agora vá se vestir e nós começaremos". Theo correu para seu quarto e colocou suas roupas e sapatos. Sua mãe deu uma olhada nele e disse: "Theo, onde estão seus sapatos? E suas roupas estão amassadas, filho, precisa passá-las". Mas quando ela procurou pela tábua de passar, ela não estava mais lá. Veja, Sarah Boone, uma mulher negra, inventou a tábua de passar roupa. E Jan E. Matzelinger, um homem negro, inventou a máquina de colocar solas nos sapatos. "Então... - ela falou - Por favor vá e faça algo em seu cabelo." Theo decidiu apenas escovar seu cabelo, mas a escova havia desaparecido. Veja, Lydia O. Newman, uma mulher negra, inventou a escova. Ora, essa foi uma visão...   nada de sapatos, roupas amassadas, cabelos desarrumados. Mesmo o cabelo da mãe, sem as invenções para cuidar do cabelo feitas por Madame C. J. Walker...  Bem, vocês podem vislumbrar... A mãe disse a Theo: "Vamos fazer nossos trabalhos domésticos e, então, iremos ao mercado". A tarefa de Theo era varrer o chão. Ele varreu, varreu  e varreu. Quando ele procurou pela pá de lixo, ela não estava lá. Lloyde P. Ray, um homem negro, inventou a pá de lixo. Ele decidiu, então, esfregar  o chão, mas o esfregão tinha desaparecido. Thomas W. Stewart, um homem negro, inventou o esfregão. Theo gritou para sua mãe: "Não estou tendo nenhuma sorte!" Ela responde: "Bem, filho, deixe-me terminar de lavar estas roupas e prepararemos a lista do mercado". Quando a lavagem estava finalizada, ela foi colocar  as roupas na secadora, mas ela não estava lá. Acontece que George T. Samon, um homem negro, inventou a secadora de roupas. A mãe pediu a Theo que pegasse papel e lápis para fazerem a lista do mercado. Theo correu para buscá-los, mas percebeu que a ponta do lápis estava quebrada. Bem... ele estava sem sorte, porque John Love, um homem negro, inventou o apontador de lápis.  A mãe procurou por uma caneta, mas ela não estava lá, porque William Purvis, um homem negro, inventou a caneta-tinteiro. Além disso, Lee Burridge inventou a máquina de datilografia e W. A. Lovette, a prensa de impressão avançada. Theo e sua mãe decidiram, então, ir direto para o mercado. Ao abrir a porta, Theo percebeu que a grama estava muito alta. De fato, a máquina de cortar grama foi inventada por um homem negro, John Burr. Eles se dirigiram para o carro, mas notaram que ele simplesmente não sairia do lugar. Isso porque Richard Spikes, um homem negro, inventou a mudança automática de marchas e Joseph Gammel inventou o sistema de super carga para os motores de combustão interna. Eles perceberam que os poucos carros que estavam circulando, batiam uns contra os outros, pois não havia sinais de trânsito. Garret A. Morgan, um homem negro, foi o inventor do semáforo. Estava ficando tarde e eles, então, caminharam para o mercado, pegaram suas compras e voltaram para casa. Quando eles iriam guardar o leite, os ovos e a manteiga, eles notaram que a  geladeira havia desaparecido. É que John Standard, um homem negro, inventou a geladeira. Colocaram, assim, as compras sobre o balcão. Há essa hora Theo começou a sentir bastante frio. Sua mãe foi ligar o aquecimento. Acontece que Alice Parker, uma mulher negra, inventou a fornalha de aquecimento. Mesmo no verão eles não teriam sorte, pois Frederick Jones, um homem negro, inventou o ar condicionado. Já era quase a hora em que o pai de Theo costumava chegar em casa. Ele normalmente voltava de ônibus. Não havia, porém, nenhum ônibus, pois seu precursor, o bonde elétrico, foi inventado por outro homem negro, Elbert R. Robinson. Ele usualmente pegava o elevador para descer de seu escritório, no vigésimo andar do prédio, mas não havia nenhum elevador, porque um homem negro, Alexander Miles, foi o inventor do elevador. Ele costumava deixar a correspondência do escritório em uma caixa de correio próxima ao seu trabalho, mas ela não estava mais lá, uma vez que foi Philip Downing, um homem negro, o inventor da caixa de correio para a colocação de cartas e William Berry inventou a máquina de carimbo e de cancelamento postal. Theo e sua mãe sentaram-se na mesa da cozinha com as mãos na cabeça. Quando o pai chegou, perguntou-lhes: "Por que vocês estão sentados no escuro?". A razão disso? Pois Lewis Howard Latimer, um homem negro, inventou o filamento de dentro da lâmpada elétrica. Theo havia aprendido rapidamente como seria o mundo se não existissem as  pessoas negras. Isso para não mencionar o caso de que pudesse ficar doente e necessitar de sangue. Charles Drew, um cientista negro, encontrou uma forma para preservar e estocar o sangue, o que o levou a implantar o primeiro banco de sangue do mundo. E se um membro da família precisasse de uma cirurgia cardíaca? Isso não seria possível sem o Dr. Daniel Hale Williams, um médico negro, que executou a primeira cirurgia aberta de coração. Então, se você um dia imaginar como Theo, onde estaríamos agora sem os Negros? Bem, é relativamente fácil de ver.Nós ainda estaríamos na ESCURIDÃO.

www.novomilenio.inf.br/humor/0202i002.htm

Arte e formatação Denise Moura

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h54
::
:: Enviar esta mensagem

Maresia

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h52
::
:: Enviar esta mensagem

Maresia

Jorge Linhaça

O aroma salgado do mar que me invadem as narinas.

Minhas lágrimas a gotejar sabor de eiras das salinas.

A brisa fresca da noite que fustiga o meu corpo como se fosse um açoite no meu sentimento amorfo. O marulhar das ondas em incessante melodia como sibilar de anaconda a apertar-me em agonia .A lua no céu a brilhar deusa Selene luminosa clareando o meu pesar em serenidade dadivosa

A maresia que me entorpece que abrasa e corrói os metais minha alma por fim aquece e sob as luzes telestiais meu amor se engrandece, pois amor...nunca é demais

 

 

  

contatos com o autor
vencedor1961@yahoo.com.br

Arandú, 2/06/2005

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h50
::
:: Enviar esta mensagem

Amor Perfeito

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h45
::
:: Enviar esta mensagem

Amor Perfeito
Tânia Ailene

Temos muito que aprender quando se fala de amor.Seja ele de alma ou amor carnal,nós procuramos o amor perfeito,aquele que chega te toma de surpresa e te tira o chão,falta o fôlego,e você se torna refém de uma paixão,avassaladora que te da poder,e se sentes maior que o mundo.Amor esse que ao mesmo tempo,que te dá te tira o sossego.A ausência do amor dói,a presença dele te faz um ser maior,capazes de coisas que só estando apaixonado e entregue ao amor se é capaz.Coragem, doação, alegrias só o amor trás,nesta incessante procura,de um abrigo da chegada deste encanto do amor.Que explique a paz interior,e a inquietude d'alma.Mas sempre vale esta procura, por caminhos torpes e palpitações de chegadas.

3/10/2005
Rio de Janeiro/ Brasil

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h43
::
:: Enviar esta mensagem

Conscientização Entre Amigos

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h41
::
:: Enviar esta mensagem

Conscientização Entre Amigos
Lucia Trigueiro

Acúmulo de  instrução ciência erudição conhecimento ou cultura atividade pensante à condição humana capaz  de conferir sentido  limites  àquele que possui  inteligência chama-se intelecto  essencial para nosso aprendizado profissional. Aquele que  tem Paz como objetiva tranqüilidade de espírito  consagra  exercícios espirituais  de autodisciplina  prudência  sensato equilibrado sentimento que leva  a tratar outrem com atenção   consideração  reverência sem egoísmo com lealdade  chama-se Sábio.Partindo desse princípio  estabelecemos  a diferença entre sabedoria e conhecimento.Levando-se  em consideração trazemos  dentro de cada um de nós  uma força poderosa que  age ou fala  com  razão ou nossa moral. Compreendendo com entendimento nosso amigo  vivendo  em conformidade  com as normas regidas pelas leis Divinas  na certeza que o Céu é imenso  comportando todas as estrelas. Portanto somos todos iguais. Usando  solidariedade com perfeito entendimento levando nossa Paz uniremos Nações estabelecendo  armas benéficas como  formas de relacionamento humano restituindo o equilíbrio de todo  o planeta terráqueo. Amizade afetuosa é sinônimo de Paz.Não é uma simples palavra é um método um  processo mais eficaz  que rege   Governa o nosso  interior e todo  Universo.

 

  

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h40
::
:: Enviar esta mensagem

Contraste

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h37
::
:: Enviar esta mensagem

Contraste

Contraste

Silvane Saboia

Sol morno
mar azul
de um tom que não existe.
Só eu, sem cor
em grande contraste
 o fito.. triste.

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h36
::
:: Enviar esta mensagem

“Murmúrio“

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h29
::
:: Enviar esta mensagem

“Murmúrio“

Cecília Meireles

 

Traze-me um pouco das sombras serenas
que as nuvens transportam por cima do dia!
Um pouco de sombra, apenas,
- vê que nem te peço alegria.

Traze-me um pouco da alvura dos luares
que a noite sustenta no teu coração!
A alvura, apenas, dos ares
- vê que nem te peço ilusão.

Traze-me um pouco de tua lembrança,
aroma perdido, saudade da flor!
- vê que nem te digo - esperança
- vê que nem sequer sonho - amor!

 

Montagem digital /silsaboia

Ursula Saboia

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h25
::
:: Enviar esta mensagem

Algumas pessoas são como vento

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h24
::
:: Enviar esta mensagem

Algumas pessoas são como vento

Silvana Cervantes

 

Algumas pessoas são como vento,

dissipam o fogo e ficam olhando de longe

as labaredas arderem...

Outras, são como chuva fina,

preferem apagar o fogo,

antes que alguém se  machuque.

O bom disso tudo, é que ser fogo, ou chuva,

é escolha de cada um , e denota o caráter da pessoa!

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h21
::
:: Enviar esta mensagem

Delicadeza

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h20
::
:: Enviar esta mensagem

Delicadeza

 Silvane Saboia

 

O gesto suave

o olhar puro

cristalina esperança

delicadeza no andar

no sorrir...

Rostos que coram

bailado pelas ruas

em sedas musicais!

Aonde foram essas mulheres?

Doces damas

que não se encontram mais.....

 Modelos/Judy Garland e eu

foto-montagem/silsaboia

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 19h19
::
:: Enviar esta mensagem

Máscara!

:: Postado por Sandra Bernardelli às 04h05
::
:: Enviar esta mensagem

Máscara!

António Castel- Branco

Não chores! Escapa-se-me sempre quando deparo com sofrimento.Mas não chorar equivale sempre a engolir… Calar… Reprimir… Recalcar… Sê forte! Palavra que se solta como amparo ao desgosto.Mas ser forte é o mesmo que fingir… Esconder… Fugir… Enganar…Não chores!  Sê forte! Sim!...Coloca uma máscara que esconda quem tu és, que reprima teu coração,que asfixie a tua alma…Uma Máscara que te mostre forte e confiante, que te defenda dos medos e receios, que não te deixe amar!  PÁRA! Eu amo… Eu posso sofrer… Eu quero chorar… Eu não quero usar máscara pois quero mostrar meu coração… Minha alma…Minha capacidade de dar e amar!  Então,Chora! Não Sejas Forte! Não precisas,pois quando retiras a máscara tens sempre o meu ombro para te amparar…

Formatado com carinho...

Adília / 2006


 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 03h57
::
:: Enviar esta mensagem

Dueto:Soneto Em Resposta/Arriscando Um Soneto...Rimas de Foice

:: Postado por Sandra Bernardelli às 03h56
::
:: Enviar esta mensagem

Soneto Em Resposta

Silsaboia

 

O sol dos meus tristes passos, e as estrelas dos meus sonhos dependem da lanterna do olhar e das minhas perdas e ganhos no teu peito eu fiz morada semeando gotas de desejo mas cavastes em minha alma a sepultura do teu beijo.

Poeta doce porque mentes e verte lágrimas piedosas como um rio de solidão?

Se aqui cravado está a dor pungente deste amor inconseqüente que trago no coração!

***

Arriscando Um Soneto...

Rimas de Foice

© Nathan de Castro

 

Perdi o sol da estrela dos teus passos pisando em pedras, lama e falsidades. Não soube a cor e as luas dos abraços,deitado em minhas redes de vaidades.  No peito, argila, lodos, estilhaços de  rochas pontiagudas, tempestades e uma canção que canta os descompassos dos sonhos que desvendam as saudades.  Molhado de silêncio e ao som das noites,o meu poeta busca a explicação... Onde o sorriso e a paz?. Ah! solidão, leva contigo o verso e seus açoites,cansado estou das rimas destas foices.

Não sei morrer pingado de paixão!

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 03h51
::
:: Enviar esta mensagem

Qual é o limite para sofrer por alguém?

:: Postado por Sandra Bernardelli às 03h48
::
:: Enviar esta mensagem

Qual é o limite para sofrer por alguém?

Qual é o limite para sofrer por alguém?

 Autor:

Desconhecido

Tradução:

Joe'A

Quão tão dispostos estamos a sofrer por alguém  Qual é o limite?

A resposta é pessoal  e intransferível.A egoísta sensação de merecer que surge pelo fato de dar, não é sempre egoísmo ou útil generosidade, senão autentica dignidade.Quando damos o melhor de nós mesmos, quando decidimos compartilhar nossa vida em intimidade, quando abrimos nosso coração de par a par e desnudamos nossa alma até o ultimo rincão,quando perdemos toda a vergonha, quando os segredos deixam de sê-los, ao menos merecemos compreensão, existe merecimento.Pelo exposto  merecemos em virtude de honesta  franca dignidade. Que se menospreze, ignore, esqueça ou desconheça friamente o amor que presenteamos de mãos cheias, é desconsideração, vileza do ser, ou, na melhor das hipóteses, esperteza. Quando amamos alguém que, além de não nos corresponder, deprecia nosso  amor, estamos no lugar equivocado. Definitivamente, essa pessoa não de faz merecedora do afeto que lhe dedicamos. Com uma nova consciência,  a disjuntiva, começa a deixar de sê-lo, a questão começa a se tornar clara e transparente, obvia: se não me sinto bem recebido em algum lugar, paro e me vou ninguém de coração sensato ficaria tratando de agradar ou desculpando-se por não ser como gostaria que os outros que fosse. R.W. Emerson o expressou de sublime maneira: “A verdade é mais formosa que o fingimento de amor”.Em qualquer relacionamento de casais, não te merece quem não te ame, e menos ainda, quem o subestime.Faz surgir nova consciência em ti! Inclusive, se alguém te fere reiteradamente sem “má intenção” – este absurdo existe - é possível que te mereça, mas na verdade não te convém. Definir teus limites, baseados em tua dignidade, é o melhor modo de conservar teu eu… Emoção por existir!

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 03h41
::
:: Enviar esta mensagem

Dueto:Depois da curva do rio/No final do arco-íris

:: Postado por Sandra Bernardelli às 03h33
::
:: Enviar esta mensagem

 

 

 

 

Depois da curva do rio

Graça Ribeiro

O que nos reserva a vida depois da curva do rio? Enquanto não vem a  curva, o que fazer na estrada? Ando sem voz, ando só meu coração com saudade não sei de quê, nem de onde  Tempos futuros, além de mim tempos no calendário de ontem?  Quem poderá dizer que foi talvez aquele sentimento de tão-ser querendo que tudo fosse agora... Ah! essa oficina de vida onde o  amor é oxigênio  O que haverá depois da curva do rio? Um azul de rio ou pássaros sem voz?  O que haverá até a curva do rio onde o som das águas quebra o silêncio.

*****

No final do arco-íris

Elisa Santos


Além do arco-íris os matizes são de encanto .Ao fitá-lo, dos olhos, esvai-se o pranto lágrimas viram notas de um novo canto... Para deleite da alma leve, que do preconceito eximiu-se ao saltar barreiras dos limites, encontra o horizonte novos rumos...Do mergulho nas sombras, ressurgiu das dunas espraiadas pelo vento, fito o momento! A réstia de  sol, que mergulha nas águas prateadas, fugazes lança-se ao mar imenso... De Paz lança fragmentos...o Raio Verde da Esperança que no Pote de Ouro ao seu extremo ficará com uma aquarela o mundo da fantasia contará com cores vibrantes a realidade pintar-se-á.

 

 

 

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 03h29
::
:: Enviar esta mensagem

Quem é o Seu Amante?

:: Postado por Sandra Bernardelli às 03h25
::
:: Enviar esta mensagem

Quem é o Seu Amante?

Dr. Jorge Bucay - Psicólogo 

Amante.
Muitas pessoas têm um amante e outras gostariam de ter um.Há também as que não têm, e as que tinham e perderam.Geralmente são essas últimas as que vêem ao meu consultório para me contar que estão tristes ou que apresentam sintomas típicos de insônia, apatia, pessimismo, crises de choro ou as mais diversas dores. Elas me contam que suas vidas transcorrem de forma monótona e sem perspectivas, que trabalham apenas para sobreviver e que não sabem como ocupar seu tempo livre.
Enfim, são várias as maneiras que elas encontram para dizer que estão simplesmente perdendo a esperança. Antes de me contarem tudo isto, elas já haviam visitado outros consultórios, onde receberam as condolências de um diagnóstico firme: "Depressão", além da inevitável receita do antidepressivo do momento.Assim, após escutá-las atentamente, eu lhes digo que elas não precisam de nenhum antidepressivo; digo-lhes que elas precisam de um Amante! É impressionante ver a expressão dos olhos  delas ao receberem meu conselho.Há as que pensam:  "Como é possível que um profissional se atreva a sugerir uma coisa dessas?!" Há também as que, chocadas e escandalizadas, se despedem e não voltam nunca mais.Àquelas, porém, que decidem ficar e não fujo horrorizada, eu explico o seguinte: Amante é "aquilo que nos apaixona". É o que toma conta do nosso pensamento antes de pegarmos  no sono e é também aquilo que, às vezes, nos impede de dormir.  O nosso Amante é aquilo que nos mantém distraídos em relação ao que acontece à nossa volta.  É o que nos mostra o sentido e a motivação da vida.Às vezes encontramos o nosso amante em nosso parceiro, outras, em alguém que não é nosso parceiro,  mas que nos desperta as maiores paixões e sensações incríveis. Também podemos encontrá-lo na pesquisa científica ou na literatura, na música, na política, no esporte, no trabalho, na necessidade de transcender espiritualmente, na boa mesa, no estudo ou no prazer obsessivo do passatempo predileto... Enfim, é "alguém" ou "algo" que nos faz "namorar" a vida e  nos afasta do triste destino de "ir levando". E o que é "ir levando"? Ir levando é ter medo de viver. É o vigiar a forma como os outros vivem,  é o se deixar dominar pela pressão, perambular por consultórios médicos, tomar remédios multicoloridos, afastar-se do que é gratificante, observar decepcionada cada ruga nova que o espelho mostra, é se aborrecer com o calor ou com o frio, com a umidade, com o sol ou com a chuva.Ir levando é adiar a possibilidade de desfrutar o hoje, fingindo se contentar com a incerta e frágil ilusão de que talvez possamos realizar algo amanhã.Por favor, não se contente com "ir levando";  procure um amante, seja também um amante e um protagonista da Sua Vida... Acredite: o trágico não é morrer; afinal a morte tem boa memória e nunca se esqueceu de ninguém. O trágico é desistir de viver; por isso, e sem mais delongas, procurem um amante ... A psicologia, após estudar muito sobre o tema, descobriu algo transcendental:"PARA SE ESTAR SATISFEITO, ATIVO E SENTIR-SE JOVEM E FELIZ,  É PRECISO NAMORAR A VIDA. 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 03h24
::
:: Enviar esta mensagem

O Que São Sentimentos

:: Postado por Sandra Bernardelli às 03h23
::
:: Enviar esta mensagem

 O Que São Sentimentos

Marcial Salaverry

Sentimentos... Algo que sentimos, mesmo sem nosso assentimento...

São instáveis, não sabemos para onde vão,pois seguem os impulsos do coração,pouco se importando com o que diz a razão...

Por vezes ferem, mas nos fazem delirar,fazendo-nos viver a doce emoção de amar...

Mas, a razão também deve usar,para um bom amor viver,sem muito correr o risco de sofrer...

Há que se sentir na alma o bem querer...

É preciso sentir a reciprocidade,para encontrar a felicidade...

Sentimentos, indefiníveis sentimentos...

Por vezes grandes alegrias, por vezes tristes lamentos...

Março /2006


 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 03h19
::
:: Enviar esta mensagem

Perdão Amor

:: Postado por Sandra Bernardelli às 03h17
::
:: Enviar esta mensagem

 

 

Perdão Amor

Gena Maria Camargo

 

Perdão amor, pelo que te fiz sofrer! Perdão amor, se um dia te fiz chorar. Perdão amor, pela incansável espera... Perdão amor, se um dia destruí teus sonhos. Perdão amor, por não ter dito o que querias ouvir...Perdão amor, por ter te amado na hora errada. Perdão amor, pelos dias de sofrimento... Que sem querer te causei! Perdão amor, por tudo que deixei de viver ao teu lado...Porque eu te perdôo, por me deixar quando eu mais te queria... Sei que não foi vingança, apenas me deixaste; por medo de amar mais uma vez e sofrer... Perdão amor, por te pedir agora que me ame novamente... Perdão amor, mas vivo para me arrepender de um dia não ter te amado como merecias! Hoje, sofro por te amar sozinha; com a certeza que o tempo é o nosso maior inimigo! Nem sei, se te amo hoje, mais do que me amaste... Mas tenho a esperança de ainda nesta vida, ter-te ao meu lado... Com o mesmo amor que um dia sentiste. Perdão amor, por ter amado sem saber...  Sempre na hora errada!

Marilia-27/08/04

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 03h15
::
:: Enviar esta mensagem

Procura-se...

:: Postado por Sandra Bernardelli às 03h11
::
:: Enviar esta mensagem

Procura-se...

Paulo Nunes Junior

 

Procura-se um coração, desocupado, que queira dividir comigo, meu sorriso, minhas lágrimas,

 Colher as flores de meus jardins, andar de mãos dadas pela praia, cavalgar entre bosques,

Saudar o amanhecer, entregar-se ao encanto da Lua.Procura-se um coração amigo, que esteja preparado para o perdão, para aceitar todos como nossos irmãos...Procura-se um coração que me seja confidente, que me deseje, que seja sério, mas malicioso quando se fecha às portas na intimidade...

Procura-se um coração para dividir meus lençóis, para aquecer-me nas noites frias, e despir-me nas quentes, que certamente serão a maioria...Procura-se um coração que esteja comigo na saúde, que seja remédio na doença,que chore comigo por minhas desilusões,que mais me faça carinho do que critique,que me apóie e me alerte quando vou errar,que use sempre a palavra com carinho para lançar-me alertas,que tenha paciência e que goste das pequenas coisas.Que se emocione ao receber uma flor tal qual receba um brilhante.Que goste de viajar conhecer novos portos,que em cada parada seja mais um momento de êxtase, de carinho, de amor,que goste de meu corpo sem desejar outros,que se apaixone por meu interior, e não pelo exterior,que corra comigo entre as árvores e em meus braços  se entregue ao cansaço,que me entregue  os olhos, a pele, todos os sentidos,que desabafe comigo todos seus tormentos e dúvidas,que acredite no meu amor...Que me respeite,que deseje ficar ao meu lado pela eternidade,que ame os animais, as flores, as águas, as crianças, os homens, as mulheres, os pássaros,que junto comigo passe a contar as estrelas e sinta-se entre elas,que enfim creia no rei do universo e na regência que é o amor!

Bertioga

12/03/2006

:: Postado por Sandra Bernardelli às 03h07
::
:: Enviar esta mensagem

Investimento Moral

:: Postado por Sandra Bernardelli às 03h02
::
:: Enviar esta mensagem

Investimento Moral

Você já pensou no que significa investir na moral? Talvez tenha notado a grandiosidade daqueles que ficaram conhecidos na Terra como agentes do bem, e tenha se achado impotente para essas grandes realizações. No entanto, considerando que moral é a regra de bem proceder, entendemos que investir na moral pode ser mais fácil do que imaginamos, com gestos mínimos que, acumulados, resultam em grande soma.Quando oferecemos nosso assento, no coletivo, a uma pessoa que precisa mais do que nós, estamos procedendo bem.Quando não buzinamos e evitamos que algum enfermo ou uma criança que acaba de dormir acorde, agimos bem.Um comentário maldoso que não levamos adiante, é bem proceder.Um minuto de atenção a alguém que nos pede uma informação na rua, é pequena parcela de bem que estamos acumulando em nossa moralização.Um pedaço de papel que ajuntamos na rua, fazendo com que nossa cidade fique mais limpa, é parcela de bem somada em nossa economia moral.Quando economizamos papel higiênico, água, papel toalha, em banheiros de shoppings ou públicos, em restaurantes ou na empresa onde trabalhamos, estamos agindo no bem. Se moral é a regra de bem proceder, sempre que procedemos bem, estamos agindo com moralidade.E agir no bem quer dizer agir com imparcialidade, ou seja, o bem não seleciona, não discrimina, não premia, não faz concessões que o desfigurem.As horas do dia são as mesmas para todos, mas o que cada um realiza com os minutos é que dá o tom de moralidade ou de imoralidade às ações. Nós podemos escolher sempre o bem, mesmo nas pequenas atitudes. Isso, ao longo dos anos, nos permitirá acumular uma grande soma de valores que nos garantirá a paz de consciência. Ao contrário, se optamos sempre pelo mal proceder, geralmente mais fácil, dando vazão ao egoísmo e ao orgulho, acumularemos imensa soma de desgostos e dissabores, tornando-nos uma pessoa amarga e infeliz. Assim, cada instante de nossa vida é uma oportunidade de investir em nossa moralidade.E para investir com proveito é necessário o devido esforço para orientar a nossa conduta pela razão.Fazendo sempre uso da razão para nos conduzir as ações, teremos mais chance de lograr êxito na intenção de bem proceder.E usar a razão com discernimento, é dar a mesma importância aos interesses de cada indivíduo que será envolvido por aquilo que fazemos.Agindo assim seremos um agente moralizado, um agente do bem, mas um agente moral lúcido e não piegas que age mais por indução ou temor do que por convicção.O exame sistemático de tudo o que fazemos, considerando de maneira imparcial os interesses de todos que serão afetados por nossas ações, e optando pela atitude que mais benefícios e menos prejuízos causem a todos, é ser um agente moral consciente.Ouvir a razão, sempre, e examinar as implicações de nossas atitudes, é desejar uma sociedade melhor, mais justa e mais feliz. Ainda que isso signifique ter que rever algumas convicções prévias.Saber a melhor maneira de viver é o grande desafio da atualidade. Se considerarmos que as mais notáveis diretrizes de bem viver, jamais superadas por quaisquer teorias, foram as do Sábio de todos os tempos, Jesus, então precisamos rever nossos conceitos.Não fazer aos outros, o que não gostaríamos que os outros nos fizessem: eis a receita para quem deseja ser um agente moral lúcido.Fazer aos outros, o que gostaríamos que os outros nos fizessem: eis a chave para ser um agente do bem.Pensemos nisso!

Texto da Equipe de Redação do Momento Espírita.

:: Postado por Sandra Bernardelli às 02h55
::
:: Enviar esta mensagem

Fé/La Distancia

:: Postado por Sandra Bernardelli às 02h51
::
:: Enviar esta mensagem

Antonio Manoel Abreu Sardenberg

 

É na doce ilusão que o mundo traz que faz a nossa vida ter sentido:
Sofrer com a guerra e sonhar com a paz buscar na fé o sonho já perdido.É na esperança de um mundo melhor que pulsa em nós a crença no futuro de ver esse gigante bem maior nas mãos de governantes mais decentes de homens mais honestos e mais puros. E é esse amor que temos pela pátria sincero, forte, terno e verdadeiro que alimenta toda a esperança de ver nosso Brasil grande e altaneiro servir de exemplo para os nossos filhos ser respeitado pelo mundo inteiro.
São Fidélis - Brasil

***

La Distancia

Marta Villavicêncio

 

A través de la distancia, que nos separa... Pienso que aun así no abra nada, que nos haga dejar de pensar. Siento en mi corazón una falta, un vacío... Pero pienso que tú también sientes lo mismo, que éste corazón mío. Yo siento en mi corazón latidos, no sé si de sentimientos, o de martirio...
Quisiera decirte tantas cosas, y no sé porque me da escalofríos. Estás tan lejos y te siento cerca, tan cerca que siento tus suspiros... Pero sé que son estos pensamientos, que me hacen sentir tus delirios. A través de la distancia, escucho tu voz en mis oídos... Y mis labios están secos esperando ese beso, que quizás nunca sea mío. Pero yo te siento, en el aire que respiro... Te veo frente a mí, con tus brazos extendidos. Te busco y no te encuentro... ¡Ah, que loco éste corazón mío! La distancia nos separa, pero nunca dejaré de soñar... Que la vida muchas veces, nos depara cosas maravillosas.¡ No, yo no quiero dejar de pensar que tu corazón y el mío, a través de la distancia...

Algún día, se pudieran encontrar !

Miami - USA

:: Postado por Sandra Bernardelli às 02h49
::
:: Enviar esta mensagem

Eu vou lhe dizer algo..

:: Postado por Sandra Bernardelli às 02h44
::
:: Enviar esta mensagem

Eu vou lhe dizer algo..

S.Bernardelli

Eu vou lhe dizer algo... Amo-te, amo-te há muito,há muito tempo.

Você nem imaginava que um dia me encontraria não é? Nem  eu tão pouco...

Esperei-te a vida inteira e agora... Foge dos meus braços...

Voltei à estaca zero,pois estou solitária novamente.

Mas vou te esperar de novo, não importa quanto tempo demore, para estar de novo ao seu lado...

E quando encontrá-lo outra vez não o deixarei partir de novo,pois como a música diz, e eu completo...

 Amo você para sempre e para sempre amo você com todo o meu coração

-Com alma e emoção...

Amo você quando estamos juntos

-Mesmo sendo por  segundos...

Amo você quando estamos separados

– Mesmo que seja a quilômetros de distância... Amo-te...

E quando minha vida se for... Entre as nuvens  uma luz surgir...

De braços abertos estarei te esperando com um radiante sorrir...

Para que venha de novo, a  minha alma se unir.

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 02h43
::
:: Enviar esta mensagem

Reflexo!!!

:: Postado por Sandra Bernardelli às 02h39
::
:: Enviar esta mensagem

Reflexo!!!

Tadeu & Lea Rodriguez

  

Vejo refletido em seu rosto o sofrimento causado pela vida sinto em sua voz um desgosto e te faço mais querida.

A vida não tem sido fácil pelo menos não para mim sofrimentos,decepções amarguras enfim.

Faço-te minha inspiração minha razão de viver.E vivo a ilusão de um dia você me querer.

Sei que você me quer, mas...

O medo de sofrer novamente,de ser infeliz outra vez me deixam assim deprimente.

De você vir ao meu encontro me abraçar com ternura fundir seu corpo a meu corpo e me amar com loucura

Adoraria ir ao seu encontro,sem temores,sem receios, me enlaçar a você e...

Corresponder aos seus anseios.

Olhar seus olhos brilhando sentir seu corpo tremer  com frenesi nos amando chegarmos juntos ao prazer

Meu corpo junto ao seu,e em mais nada pensar a não ser nesse encontro que a mim faria delirar...

Você deitada ao meu lado eu te olhando com ternura o coração, descompassado por nossa grande loucura

Você deitado junto a mim olhos nos olhos, amor sem fim corações batendo forte que delicia tê-lo junto a mim.

Barueri / Araraquara

 

19/03/2006

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 02h35
::
:: Enviar esta mensagem

Direito de Escolha

:: Postado por Sandra Bernardelli às 02h33
::
:: Enviar esta mensagem

Direito de Escolha

Glácia Daibert

 

Às vezes quando pensamos que tudo vai bem novamente, nos decepcionamos...Por que será que cada dia que passa o ser humano fica mais egoísta, mais ingrato?  Por que viver bem e em paz com as pessoas passou  a ser tão difícil... É que  a inveja tem prevalecido, eis a verdadeira razão de não se conseguir!

Não deveria ser de tal forma, o procedimento deveria mudar... Será que as experiências mal sucedidas não tenham ensinado a ter humildade?  Por essas e  outras razões, acredito que não importa o tipo de educação que uma criança tenha, acho que cada um tem seus próprios instintos, bons ou maus e que ao crescer será exatamente da maneira que quiser.  A maioria recebe condições para que se tornem pessoas de bem e,se isso não acontecer.... Cada um é da maneira que quer.

19-03-2006

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 02h29
::
:: Enviar esta mensagem

Presente Triste

:: Postado por Sandra Bernardelli às 02h23
::
:: Enviar esta mensagem

Presente Triste

Wilson de Oliveira Carvalho

 

E o destino, com suas costumeiras brincadeiras, com seu jeito de ser,

fez com que nos encontrássemos em plena caminhada, após as pedras rolarem...

 Você se lembra, a avalanche de que fomos acometidos?

Não houve tempo pra nada, E, assim, fomos soterrados pela indiferença.

 Aparentemente, tudo bem...

Ainda que nossos olhos tenham perdido aquele fulgor.

 Ah! Quantos dias felizes!

Vivíamos em eternas primaveras...

Hoje, tudo não passa de escombros,  escondidos em quimeras.

 Tudo passou como nuvem...

E ficou, apenas, o fantasma do passado, que continua a acariciar uma saudade real,

tentando despertar, a todo custo,o que se foi, o que não mais existe...

A não ser,  eu e você, convivendo neste presente triste.

http://www.recantodasletras.com.br/autores/wilsonocarvalho

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 02h21
::
:: Enviar esta mensagem

Meu Perfil




BRASIL , Sudeste , CARAGUATATUBA , CENTRO , Mulher , de 46 a 55 anos , Portuguese , Arte e cultura , Livros , animais/cinema ,teatro
MSN -

Meu Humor

Oceâno

Links

:: Potara Mensagens
:: IN MY LIFE
:: D@nizinha
:: target=_blank
::
:: Eu escrivinhando
:: Magia das palavras
:: Penelope Charmosa
:: Arcor de Angela poesia
:: Lara em palavras
:: Confissões no travesseiro
::
:: Eliane Potiguara
:: Letras de Músicas - O seu portal Musical
::

Votação

Dê uma nota para meu blog

..:: INDIQUE ESSE BLOG ::..

12/08/2007 a 18/08/2007

05/08/2007 a 11/08/2007

29/07/2007 a 04/08/2007

22/07/2007 a 28/07/2007

01/07/2007 a 07/07/2007

17/06/2007 a 23/06/2007

03/06/2007 a 09/06/2007

27/05/2007 a 02/06/2007

13/05/2007 a 19/05/2007

29/04/2007 a 05/05/2007

22/04/2007 a 28/04/2007

08/04/2007 a 14/04/2007

11/03/2007 a 17/03/2007

04/03/2007 a 10/03/2007

18/02/2007 a 24/02/2007

28/01/2007 a 03/02/2007

31/12/2006 a 06/01/2007

24/12/2006 a 30/12/2006

10/12/2006 a 16/12/2006

26/11/2006 a 02/12/2006

24/09/2006 a 30/09/2006

17/09/2006 a 23/09/2006

03/09/2006 a 09/09/2006

27/08/2006 a 02/09/2006

13/08/2006 a 19/08/2006

30/07/2006 a 05/08/2006

09/07/2006 a 15/07/2006

02/07/2006 a 08/07/2006

25/06/2006 a 01/07/2006

11/06/2006 a 17/06/2006

28/05/2006 a 03/06/2006

21/05/2006 a 27/05/2006

14/05/2006 a 20/05/2006

07/05/2006 a 13/05/2006

16/04/2006 a 22/04/2006

09/04/2006 a 15/04/2006

02/04/2006 a 08/04/2006

26/03/2006 a 01/04/2006

19/03/2006 a 25/03/2006

12/03/2006 a 18/03/2006

05/03/2006 a 11/03/2006

19/02/2006 a 25/02/2006

29/01/2006 a 04/02/2006

22/01/2006 a 28/01/2006

08/01/2006 a 14/01/2006

25/12/2005 a 31/12/2005

11/12/2005 a 17/12/2005

04/12/2005 a 10/12/2005

27/11/2005 a 03/12/2005

20/11/2005 a 26/11/2005

13/11/2005 a 19/11/2005

06/11/2005 a 12/11/2005

30/10/2005 a 05/11/2005

23/10/2005 a 29/10/2005

16/10/2005 a 22/10/2005

Visitas

Créditos

Layout por

..:: Carmem Design ::..
Todos os direitos reservados ©

..::     Carmem Design  ::..