Ah!...Poeta...Anjo do Amor

:: Postado por Sandra Bernardelli às 01h13
::
:: Enviar esta mensagem

Ah!...Poeta...Anjo do Amor

LuliCoutinho

Na ânsia de procurar-te, poeta!

A dizer-me teu cantar apaixonado

Aliviando-me das sombras da incerteza

Quedo-me a ti pela inspiração de anjo.

 Sonho teus versos de encantamento de tão puros, sinto-os nas entranhas!

Vejo-me voando sempre bem alto sinto-os reais, acariciada nas manhãs.

 Vejo-te envolto em aura dourada

Roubo tua luz e me sinto amada

Ler-te encontrando-o em minh'alma

Surge a magia e me tens acariciada.

 Anjo de rara sensibilidade. Oh!...Poeta...

Vislumbro teus versos meu beija-flor

Trago-o como filho amado em meus braços

Beijo-o amante, amigo a levar-me onde for.

04/09/05

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 01h10
::
:: Enviar esta mensagem

Acredito

:: Postado por Sandra Bernardelli às 00h59
::
:: Enviar esta mensagem

Acredito

LuliCoutinho


Eu acredito na felicidade sei que o amor é possível
não há só desencontro e tão somente traição.

Eu acredito na ternura no ser de sensibilidade
que se emociona com a música e se apaixona por um olhar.

Eu acredito na pureza na compaixão e ilusão
na concretização dos sonhos no sentimento puro e real.

Eu acredito na amizade na doação pelo simples amar
na espiritualidade d'alma e na capacidade do sonhar.

Acredito que o ser humano evolui amadurece e engrandece tua sensibilidade
enriquece teu emocional.

E um dia ainda vou vê-lo  homem trocar a sensação por emoção.

 

Publicado no Recanto das Letras em

31/01/2005

***

 

 

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 00h46
::
:: Enviar esta mensagem

O ÚNICO DEFEITO DA MULHER

:: Postado por Sandra Bernardelli às 00h24
::
:: Enviar esta mensagem

O ÚNICO DEFEITO DA MULHER
Sérgio Gonçalves


Se uma memória restou das festinhas e reuniões de familiares da minha infância,  foi a divisão sexual entre os convivas:  mulheres de um lado, homens do outro. Não sei se hoje isso ainda ocorre. Sou anti-social a ponto de não freqüentar qualquer evento  com mais de quatro pessoas, o que não me credencia a emitir juízo.Mas era assim que a coisa rolava naqueles tempos. Tive uma infância feliz: sempre fui considerado esquisito, estranho e solitário, o que me permitia ficar quieto observando a paisagem. Bom, rapidinho  verifiquei  que  o apartheid sexual ia muito além das diferenças anatômicas.  A  fronteira  era determinada pelos pontos de vista, atitude e prioridades. Explico: no "corner" masculino imperava o embate das comparações e disputas.Meu carro é mais potente, minha TV é mais moderna, meu salário é maior, a vista do meu apartamento é melhor, o meu time é mais forte, eu dou três por noite e outras cascatas típicas da macheza latina. Já no "corner" oposto, respirava-se outro ar. As opiniões eram quase sempre ligadas ao sentir. Falava-se de sentimentos, frustrações e recalques com uma falta de cerimônia que me deliciava. Os maridos preferiam classificar aquele ti-ti-ti como fofoca. Discordo. Destas reminiscências infantis veio a  minha  total e irrestrita paixão pelas mulheres. Constatem, é fácil. Enquanto o homem  vem  ao mundo completamente cru, requentando e levando bomba  no bê-a-bá da vida, as mulheres já chegam na metade do segundo grau.  Qualquer menina  de  2 ou 3 anos já tem preocupações de ordem prática. Ela brinca de casinha  e aprende a dar um pouco de ordem nas coisas. Ela pede uma  bonequinha  que  chama de filha e da qual cuida, instintivamente, como qualquer  mãe  veterana. Ela  fala em namoro  mesmo sem ter uma idéia muito clara  do  que vem ser isso. Em outras palavras, ela já chega sabendo. E o que não sabe,  intui. Já com os homens a história é outra. Você já viu um menino dessa idade brincando de executivo?  Já ouviu falar de algum moleque fingindo ir ao banco  pagar as  contas? Já presenciou um bando de meninos fingindo estar preocupados com a entrega da declaração do Imposto de Renda? Não, nunca viram e nem  verão. Porque o homem nasce, vive e morre uma existência infanto-juvenil. O que varia ao longo da vida dos homens é o preço dos brinquedos. Aí  reside a  maior diferença: O que para as meninas é treino para vida, para os meninos é fantasia, é a competição. Então a fuga os acompanha  o resto da vida, e não percebe quanto tempo ele perde com seus medos. Falo sem o menor pudor. Sou assim. Todo homem é assim. Em relação ao relacionamento homem/mulher, sempre me considerei um  privilegiado. Sempre consegui enxergar a beleza física feminina mesmo onde, segundo os critérios estéticos vigentes, ela inexistia. Porque toda mulher é linda. Se não no todo, pelo menos em algum detalhe. É só saber olhar. Todas têm sua graça. E embora contaminado pela irreversível herança genética que me faz idolatrar os ícones de cafajestismo, sempre me apaixonei perdidamente por todas as incautas que se aproximaram de mim. Incautas não por serem ingênuas, mas por acreditarem... Porque toda mulher acredita firmemente na possibilidade do homem ideal. E esse é o seu único defeito.
   
Texto de Sérgio Gonçalves,

redator da Loducca, publicado no jornal da  agência.

 

 

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 00h18
::
:: Enviar esta mensagem

PERDÃO MEU AMOR!

:: Postado por Sandra Bernardelli às 00h15
::
:: Enviar esta mensagem

PERDÃO MEU AMOR!
 Penhah Castro

Perdão amor! Perdoa-me, por favor! Por não poder mostrar meu amor por inteiro por sentir-me impotente naquele circo de horrores .Quando, você mudo,numa tentativa de rasgar o silêncio implorava por uma promessa sem eco... Suas dores se multiplicavam e transbordavam pelo meu coração fazendo presente o seu sofrimento na minha alma profundamente... Perdão por não poder devolver o brilho do teu olhar! Por não poder sonhar no amor que eu queria te dar.Sem limite, sem fronteira, sem preconceitos,em quanto em seus braços queria  sempre estar...  Perdão por não poder enterrar todo este teu sofrimento causado por dores enraizadas e que jamais puderam ser extirpadas. Dores que vêm e dores que vão que massacraram o teu coração.   Perdoe-me por não aquecê-lo no inverno. Por deixar o seu outono passar por não ser possuída, mas sonhada para tornar mais agradável o teu viver,perdoa por manter platônico este amor tão incondicional... Com olhos mágicos tentei enxergar o que, sutilmente, tentavas mostrar. Coberto com a dor da saudade da vida já a terminar...  Perdoa porque eu não soube romper a noite dos teus sonhos para ofertar-te uma manhã risonha...Um caminho de luz...Sem dor, sem sofrimento... Perdoa por não dançar contigo a valsa do adeus á vida, num bailes soltos no espaço que denunciaria amores perdidos e calados. Queria mostrar-te uma vida límpida e pura... Queria tanto te abraçar ao vento enlevar-te e salvá-lo das trevas dançar contigo na graça da vida... Eternizando seu momento na terra... A lágrima que agora escorre e a  angustia agora sentida se fundem nos sorrisos passados acanhados.Mas, sinto-me como um sol escondido na tarde,com medo de ofuscar seu sonho...Perdoa amor por ter sido impotente... Por não trazê-lo na minha direção...Por não transmutar sua dor em amor... Por não levantá-lo do seu leito de dor... Perdoa amor por não trazê-lo das profundezas do teu sofrer...Por não resgatar o teu viver...Por ter que dizer adeus a todos os sonhos teus & meus...Perdoa amor por eu não ser Deus!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 00h12
::
:: Enviar esta mensagem

O Que é Simpatia

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 00h02
::
:: Enviar esta mensagem

O  Que é Simpatia
Casimiro de Abreu
Simpatia - é o sentimento que nasce num só momento,
Sincero, no coração;São dois olhares acesos
bem juntos, unidos, presos numa mágica atração.
Simpatia - são dois galhos banhados de bons orvalhos
nas mangueiras do jardim; Bem longe às vezes nascidos,
mas que se juntam crescidos e que se abraçam por fim.
São duas almas bem gêmeas que riem no mesmo riso,
Que choram nos mesmos ais;São vozes de dois amantes,
duas liras semelhantes,ou dois poemas iguais.
Simpatia - meu anjinho,é o canto de passarinho,
é o doce aroma da flor;São nuvens dum céu d'agosto.
É o que m'inspira teu rosto...
- Simpatia é quase amor

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 23h58
::
:: Enviar esta mensagem

:: Postado por Sandra Bernardelli às 23h56
::
:: Enviar esta mensagem

Aurea Abensur
(Orinho)

É fácil dizer, sou teu amigo!
Difícil é sê-lo!
Ser amigo para mim,
é não temer ao outro minhas mãos oferecer,
para com ele colher estrelas sabendo que,
mesmo se acontecer à escuridão,

com ele irei compartilhar,
 meu interminável amor,

sem medo do inseguro.
Ser amigo para mim,
é deixar no outro a certeza de que,

mesmo em pensamento,
minhas lágrimas e meus sorrisos·jamais o

deixarão se sentir só!

 

 

 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 23h53
::
:: Enviar esta mensagem

"PECADO"

:: Postado por Sandra Bernardelli às 23h50
::
:: Enviar esta mensagem

"PECADO"

 Graça  da Praia  das Flechas

 24/11/2005

 

Pecado, é viver sem amor, caminhando em minha dor...
Pecado, é não ter uma boca quente, pra percorrer com paixão, o corpo da gente...
Pecado, é viver sozinha,cheia de tesão, sem ter quem mate meu furor, e seguir,
ruminando meu amor...
Pecado, é a ardência no sexo ficar, sem ter quem venha meu fogo apagar ...
Pecado, é querer seu beijo, e não poder matar meu desejo...
Pecado, é ter minha gruta latejando, de puro tesão fremente, sem ter o homem amado,

 bem aqui,pertinho da gente ...
Pecado, são seus olhos cheios de ardor, me fitando, e eu por dentro em brasas queimando...
Pecado, é comigo você sonhar, sem que eu esteja perto, pra sua luxúria aplacar...
Pecado, é seu corpo eu percorrer em meus sonhos, com tamanha inspiração, porque dele exala pura sedução,
tendo-o somente em pensamentos, sentindo-me qual louca, morrendo de paixão ...
Pecado, enfim, é ter tanto amor para dar, sem ninguém que o queira ganhar...
AMOR,TUDO ISTO É PECADO !...


 

 

:: Postado por Sandra Bernardelli às 23h43
::
:: Enviar esta mensagem

Meu Perfil




BRASIL , Sudeste , CARAGUATATUBA , CENTRO , Mulher , de 46 a 55 anos , Portuguese , Arte e cultura , Livros , animais/cinema ,teatro
MSN -

Meu Humor

Oceâno

Links

:: Potara Mensagens
:: IN MY LIFE
:: D@nizinha
:: target=_blank
::
:: Eu escrivinhando
:: Magia das palavras
:: Penelope Charmosa
:: Arcor de Angela poesia
:: Lara em palavras
:: Confissões no travesseiro
::
:: Eliane Potiguara
:: Letras de Músicas - O seu portal Musical
::

Votação

Dê uma nota para meu blog

..:: INDIQUE ESSE BLOG ::..

12/08/2007 a 18/08/2007

05/08/2007 a 11/08/2007

29/07/2007 a 04/08/2007

22/07/2007 a 28/07/2007

01/07/2007 a 07/07/2007

17/06/2007 a 23/06/2007

03/06/2007 a 09/06/2007

27/05/2007 a 02/06/2007

13/05/2007 a 19/05/2007

29/04/2007 a 05/05/2007

22/04/2007 a 28/04/2007

08/04/2007 a 14/04/2007

11/03/2007 a 17/03/2007

04/03/2007 a 10/03/2007

18/02/2007 a 24/02/2007

28/01/2007 a 03/02/2007

31/12/2006 a 06/01/2007

24/12/2006 a 30/12/2006

10/12/2006 a 16/12/2006

26/11/2006 a 02/12/2006

24/09/2006 a 30/09/2006

17/09/2006 a 23/09/2006

03/09/2006 a 09/09/2006

27/08/2006 a 02/09/2006

13/08/2006 a 19/08/2006

30/07/2006 a 05/08/2006

09/07/2006 a 15/07/2006

02/07/2006 a 08/07/2006

25/06/2006 a 01/07/2006

11/06/2006 a 17/06/2006

28/05/2006 a 03/06/2006

21/05/2006 a 27/05/2006

14/05/2006 a 20/05/2006

07/05/2006 a 13/05/2006

16/04/2006 a 22/04/2006

09/04/2006 a 15/04/2006

02/04/2006 a 08/04/2006

26/03/2006 a 01/04/2006

19/03/2006 a 25/03/2006

12/03/2006 a 18/03/2006

05/03/2006 a 11/03/2006

19/02/2006 a 25/02/2006

29/01/2006 a 04/02/2006

22/01/2006 a 28/01/2006

08/01/2006 a 14/01/2006

25/12/2005 a 31/12/2005

11/12/2005 a 17/12/2005

04/12/2005 a 10/12/2005

27/11/2005 a 03/12/2005

20/11/2005 a 26/11/2005

13/11/2005 a 19/11/2005

06/11/2005 a 12/11/2005

30/10/2005 a 05/11/2005

23/10/2005 a 29/10/2005

16/10/2005 a 22/10/2005

Visitas

Créditos

Layout por

..:: Carmem Design ::..
Todos os direitos reservados ©

..::     Carmem Design  ::..